Estranhos

A espada legendária na pedra de São Galgano

A espada legendária na pedra de São Galgano

Umas das mais famosas histórias britânicas é a do Rei Arthur e uma espada encravada na pedra. O lendário Rei Arthur foi um rei que venceu os saxões e estabeleceu um império composto pela Grã-Bretanha, Irlanda, Islândia e Noruega. Os cavaleiros foram os homens premiados com a mais alta Ordem da Cavalaria na corte e a távola (mesa) que se reuniam era redonda para que não tivesse cabeceira, representando assim a igualdade de todos.

A história conta que a Excalibur era uma espada mágica e foi encravada numa rocha por um antigo rei e só poderia ser removida por aquele que iria governar a Grã-Bretanha. Muitos tentaram, porém ela não se movia. Quando surgiu o jovem Arthur, ele conseguiu retirá-la facilmente. Diante disso, ele foi coroado e assumiu o trono.

A espada legendária na pedra de São Galgano

Uma história semelhante, embora menos conhecida pode ser encontrada numa igreja na zona rural de Chiusdino, pequeno município da província de Siena, região italiana de Toscana, e que muitos atribuem como a fonte de inspiração para a lenda britânica. A capela de Montesiepi, foi construída em 1183 por ordem do bispo de Volterra. É caracterizada pelo padrão redondo, feito de tijolos.

Ambas as paredes da cúpula expressam um simbolismo que recorda memórias de etruscos, celtas e até mesmo de templários. Esta igreja foi construída em memória de São Galgano e está decorada com uma abundância de símbolos misteriosos e detalhes que se relacionam com o calendário solar e sua principal atração é a espada encravada na pedra protegida por uma cúpula de fiberglass.

Na verdade, a história da igreja está intimamente ligada à um cavaleiro, Galgano Guidotti, que enterrou sua espada numa pedra, com a intenção de usá-la como uma cruz para rezar e fez uma promessa a Deus que nunca mais iria levantar a arma contra ninguém, e posteriormente viveu como um eremita durante onze meses na mais profunda devoção e humildade.

A espada legendária na pedra de São Galgano

Galgano era de uma família de nobres, e viveu sua juventude de forma frívola e conhecido pela sua arrogância. Com o passar dos anos, ele começou a perceber seu modo de viver e sentia angústia por não ter um propósito na vida. A conversão radical de Galgano aconteceu em 1180 quando tinha 32 anos e teve uma visão do Arcanjo Miguel, que aliás, é geralmente retratado como um santo guerreiro.

Em uma versão da lenda, o anjo apareceu a Galgano e mostrou-lhe o caminho para a salvação. No dia seguinte Galgano resolveu tornar-se um eremita e morar numa caverna localizada na região, para desespero de sua mãe. Seus amigos e familiares acharam que ele estivesse ficado louco e tentaram persuadi-lo da ideia, mas sem resultado.

A espada legendária na pedra de São Galgano

Sua mãe lhe pediu que antes fosse visitar sua noiva e avisa-la do que iria fazer. Ela tinha esperança que a noiva pudesse também faze-lo mudar de ideia. Passando por Montesiepi, seu cavalo para repentinamente e fica de pé sobre as patas traseiras, jogando Galgano no chão. Isso foi interpretado por ele como uma aviso dos céus. Uma segunda visão lhe ordenou que renunciasse de coisas materiais.

Outra versão da lenda, diz que Galgano questionou o Anjo Miguel, dizendo que renunciar das coisas materiais seria mais difícil quando dividir uma pedra com um espada e para provar seu ponto de vista, golpeou com a espada uma pedra próxima, e para sua surpresa, ela se abriu como se fosse manteiga. Um ano depois, Galgano faleceu e 4 anos mais tarde foi declarado santo pelo Papa. A espada é conservada como uma relíquia de São Galgano.

A espada legendária na pedra de São Galgano

Durante séculos a espada foi tida como uma farsa, até que em 2001 foi feito uma pesquisa que revelou que se tratava de um objeto autentico, e a composição do metal e do estilo de uma espada feita no século 12 antes de Cristo. Análise de radar de penetração de solo revelou que sob a pedra com a espada, há uma cavidade de 2 metros por 1 metro, e que provavelmente seja os restos mortais do cavaleiro. Na capela de Montesiepi também se encontra duas mãos mumificadas, e a datação de carbono também confirmou que são do século 12. A lenda diz que qualquer um que tentasse remover a espada, teria suas mãos decepadas.

A espada legendária na pedra de São Galgano

A espada legendária na pedra de São Galgano

A espada legendária na pedra de São Galgano

A espada legendária na pedra de São Galgano

Fontes: 1 2

“Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam” – Jack Kerouac

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 383 vezes

Deixe seu comentário! Faça nosso trabalho valer a pena!
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estranhos

Me chamo Julio Cesar e sou o idealizador do site Magnus Mundi, um espaço para compartilhar informações sobre lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora.

Veja mais em Estranhos

Erdstalls, os túneis misteriosos da Europa

Magnus Mundi1 de setembro de 2017

The Bubblegum Alley, o beco mais repugnante da Califórnia

Magnus Mundi6 de janeiro de 2017

Torres do Silêncio, o estranho ritual da morte

Magnus Mundi21 de dezembro de 2016

As vilas dos mortos ao leste da Sérvia

Magnus Mundi26 de novembro de 2016

Le Palais Bulles, o palácio de bolhas

Magnus Mundi18 de outubro de 2016

Petrifying Well, onde tudo vira pedra!

Magnus Mundi7 de outubro de 2016

Highgate, o cemitério maldito

Magnus Mundi10 de julho de 2016

A beleza das piscinas de lítio no Deserto de Atacama

Magnus Mundi2 de julho de 2016

Hotel del Salto, na cascata dos suicidas

Magnus Mundi2 de julho de 2016