Estruturas

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

No final do século 19, um inovador aparelho chamado telefone havia sido inventado, mas somente em 1890, que os fios começaram a ser distribuídos por dutos subterrâneos. Devido às limitações técnicas das primeiras linhas telefônicas, cada telefone exigia sua própria linha entre a casa do assinante e a central telefônica, sendo a troca entre ligações feitas manualmente por um operador. Enquanto isso, os fios telefônicos em afixados em torres imensas, e distribuídos por postes sob as cabeças dos pedestres nas principais cidades com uma quantidade considerável de assinantes de telefones.

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

A torre de telefone em 1890

Naquele tempo, uma linha telefônica era caro e apenas os ricos podiam pagar. Na Suécia, a primeira central telefônica pública foi aberta em Estocolmo, capital do país em 1880, pela Bell Telephone Company. Inicialmente tinha apenas 121 assinantes. A companhia telefônica cobrava de cada assinantes entre 160 a 280 coroas suecas, dependendo da localização do assinante e da distância entre sua casa e a central. Isso equivale a pagar uma taxa de inscrição de 9.000 a 16.000 Krona (3.520 a 6.300 reais) no valor de hoje.

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

A Bell Telephone Company com suas altas taxas logo conseguiu um concorrente em Estocolmo, a General Telephone Company (SAT), fundada em 1883, pelo engenheiro e empresário Henrik Tore Cedergren. Seu objetivo era que cada família sueca pudesse ter um telefone. Cedergren cobrou faturas menores, com assinatura mensal e o número de assinantes aumentou rapidamente. Em 1886, Estocolmo tinha mais telefones do que qualquer outra das principais cidades de mundo, tendo no total 4.832 assinantes, incluindo cerca de 1.600 da Bell Telephone Company. Em 1887, a SAT se tornou a maior companhia telefônica do mundo, grande o suficiente para comprar a Bell Company de Estocolmo em 1888.

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Nesses primeiros dias desta tecnologia, não havia subestações e todos os assinantes estavam conectados à central através de um fio aéreo. A central telefônica de Estocolmo teve milhares de fios convergindo em todas as direções. Um imensa torre metálica de 45 metros de altura mantinha todos esses fios juntos. Esta icônica torre de telefone, ou Telefontornet como era chamada foi inaugurada em 1887 e teve mais de 5.500 linhas telefônica, cujo comprimento total de fios chegaram a ter cerca de 5.000 quilômetros. A torre era uma emaranhado de fios, sendo extremamente vulnerável as intempéries do tempo. Os moradores locais achavam a torre horrível e reclamavam que ela obstruía a passagem da luz solar.

Com a população e a imprensa criticando a torre constantemente, a companhia telefônica não teve outra saída a não ser dar uma reformada na torre. E assim um concurso de beleza foi lançado, com o objetivo de encontrar alguém que desse uma solução para deixar a torre um pouco mais simpática aos olhos da população e assim, ela recebeu quatro pequenas torres nos cantos e em todos os eventos importantes da cidade, eram içadas bandeiras nos mastros destas pequenas torres.

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Até a virada do século 19, a monstruosa torre estava obsoleta. A empresa de telefonia percebeu que passar os cabos no subsolo era uma solução mais elegante e mais segura, do que por vias aéreas. Em 1913, toda a rede já havia se tornado subterrânea e a Telefontornet perdeu sua função. A estrutura remanescente acabou se tornando um marco na cidade por várias décadas, e sendo usada para fins publicitário. Em 1939, um relógio rotativo foi incorporado ao centro da torre, chamado relógio NK, com 7,6 metros de diâmetro, sendo o maior da Europa. Em 1952, um incêndio num laboratório de radiologia alojado embaixo da torre, enfraqueceu a estrutura e assim, ela foi demolida no ano seguinte por motivos de segurança.

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

A torre telefônica em 1952

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Telefontornet, a central telefônica de Estocolmo

Fontes: 1 2 3

“Mesmo que voes, um dia perderá as asas. Isso mostra o quanto és frágil. Mas, enquanto voas, pode ir aonde queres. Isso mostra o quanto és livre”. – Kitsune Faherya

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 33 vezes

Deixe seu comentário! Faça nosso trabalho valer a pena!
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estruturas

Me chamo Julio Cesar, sou de Santa Catarina e idealizador do site Magnus Mundi. Um espaço para quem deseja saber mais sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos e também histórias, lendas, eventos inusitados pelo mundo afora. Tem uma boa história soube de algo de sua cidade, lugar e que ver aqui, entre em contato pelo formulário.

Veja mais em Estruturas

Lanternes des morts, as lanternas dos mortos da Europa

Magnus Mundi26 de setembro de 2017

As barragens de kauri da Nova Zelândia

Magnus Mundi16 de setembro de 2017

Tropical Island Resort, a maior floresta tropical coberta do mundo

Magnus Mundi2 de setembro de 2017

Agulhas de Cleópatra, os obeliscos do Egito Antigo

Magnus Mundi20 de agosto de 2017

La Turritas, as antigas torres de Bolonha

Magnus Mundi3 de agosto de 2017

O busto indestrutível de Pablo Iglesias

Magnus Mundi30 de julho de 2017

Diaolou, as torres fortificadas da China

Magnus Mundi13 de julho de 2017

El Helicoide, o shopping que se tornou uma prisão

Magnus Mundi8 de junho de 2017

Henningsvær Idrettslag Stadion, o estádio de futebol na pequena ilha

Magnus Mundi1 de maio de 2017