Quem já não teve vontade de ser diferente, de ter uma casa num lugar que ninguém ousaria construir? Anos atrás, alguns jovens sérvios pensaram nisso, quando decidiram construir um abrigo no meio do rio Drina, na Sérvia. E por mais de quarenta e cinco anos, a casa em cima da rocha aguentou dezenas de inundações e vendavais e continua até hoje em pé.

Atualmente é atração da região que fica nos arredores da cidade de Bajina Basta e as imagens da casa sobre a rocha no meio do rio percorrem o mundo pela internet, quando saiu imagens dela, na revista National Geographic em agosto de 2012, fotografada por Irene Becker, que achou a casa por acaso quando trabalhava na Sérvia.

A casa no meio do rio Drina

Eu estou tão feliz que a minha imagem tenha feito com que esta casa pequena fosse conhecida por mais e mais pessoas“, disse Becker sobre seu trabalho. Mas se para a maioria de nós é um novidade, na Sérvia, a casa é um destino turístico popular há décadas, e um símbolo da pitoresca região Basta. Foi ainda nomeada como uma das Sete Maravilhas da Sérvia.

“Esta casa foi construída em 1968. Não foi fácil construí-la. Mas com a ajuda de amigos, consegui erigi-la”. “Naquela época eles eram apenas um bando de rapazes que gostavam de nadar nas águas do rio Drina e tomar sol na grande pedra que agora suporta a casa. Sua superfície irregular não era o lugar mais confortável para permanecer ou sentar, então um dia eles decidiram construir um lugar adequado para descansar.

Eles começaram a trazer algumas tábuas de um galpão abandonado que existia nas proximidades, e em pouco tempo conseguiram realmente construir um abrigo acolhedor completo com paredes e um teto. Depois de toda a exposição on-line recente, a casa no meio do rio de Drina se tornou um ponto preferido de turistas que querem vê-la com seus próprios olhos. Mas se você não pode ir até a Sérvia por esses dias para visitar a casa, pode, pelo menos, conferir o seu álbum no Facebook ou no seu blog.

A casa no meio do rio Drina

A casa no meio do rio Drina

A casa no meio do rio Drina

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

 

Visualização: 1550 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Sobre o Autor

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Você pode gostar de ver isso

Faça um comentário

Seu email não será publicado