Exóticos

A escadaria do rei de Aragão

A escadaria do rei de Aragão

A escadaria do rei de Aragão (Escalier du Roi d’Aragon, em francês) é uma escadaria de pedra esculpida na lateral vertical de um penhasco de calcário na comuna de Bonifácio, Córsega, França. Atravessa a face do penhasco em um quase ângulo de 45 ° e é composta de 187 degraus, que desce 65 metros. Do lado do mar, ela aparece como uma linha inclinada escura que corta o penhasco, e de perto, aparecerá como um tubo furado na pedra.

A comuna de Bonifácio tem mais de 1,2 mil anos. E na maior parte desse tempo foi uma fortaleza contra os muitos invasores da Córsega. Diz a lenda que a escadaria foi escavada na rocha, em uma única noite, por ordem do rei espanhol Afonso V de Aragão. Isso, em 1420, para que os soldados pudessem invadir a cidade depois de um cerco que já durava cinco meses. Claro que a escada não surgiu da noite para o dia. Mas a versão é tão curiosa que a lenda acabou se popularizando. O fato é que até hoje não se sabe quem fez a escada. O mistério dá um charme todo especial ao lugar.

Na realidade, a escada desce para uma fonte natural conhecida como St. Bartholomew, numa caverna localizada na parte inferior da escada, e de ter sido escavada como uma verdadeira escada pelos monges franciscanos numa falha natural no penhasco, muito antes de as tropas de Afonso V ter colocado os pés em Bonifácio. A fenda no penhasco existe desde tempos imemoriais e esta passagem natural tem sido constantemente melhorada desde os tempos pré-históricos, até se tornar a escadaria atual. E todos os caminhos em Bonifácio levam à vertiginosa escada de quase duzentos degraus. Para descer, tem que ser agarrado no corrimão. E na hora de voltar, lá pelas tantas, é com a língua de fora.

A escadaria do rei de Aragão

Comuna de Bonifácio | Crédito da foto

Fonte: 1 2

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 614 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo/SC. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, um site sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como histórias inusitadas de pessoas, lendas, eventos e outros assuntos interessantes.

Veja mais em Exóticos

Houtouwan, a vila de pescadores abandonada na China

Magnus Mundi24 de janeiro de 2019

Cascata delle Marmore, a cascata feita pelos romanos

Magnus Mundi13 de janeiro de 2019

Stepwells, os poços em degraus da Índia

Magnus Mundi6 de janeiro de 2019

Taylor Camp, o paraíso perdido hippie do Havaí (NSFW)

Magnus Mundi31 de dezembro de 2018

Ilha de Luzon e o lago em uma ilha dentro de um lago em uma ilha

Magnus Mundi27 de dezembro de 2018

Spotted Lake, o incrível lago manchado do Canadá

Magnus Mundi11 de dezembro de 2018

Uluru, a segunda maior pedra do planeta

Magnus Mundi7 de dezembro de 2018

Fuerteventura e a praia da pipoca das Ilhas Canárias

Magnus Mundi6 de dezembro de 2018

Yakushima, a ilha da vida no Japão

Magnus Mundi18 de novembro de 2018

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up