Flora

A mais velha, mais alta, mais larga das árvores do mundo

A mais velha, mais alta, mais larga das árvores do mundo

Temos que concordar com uma coisa: as árvores são a razão pela qual você e eu ainda estamos vivos. É a única razão pela qual a humanidade ainda está caminhando pela Terra. Este artigo é um tributo a várias árvores do mundo que conseguiram sobreviver e prosperar ao longo de milhares de anos.

A árvore mais antiga do mundo: Old Tjikko (9550 anos)

À primeira vista, esta árvore de 5 metros de altura pode não impressionar, e até fazer você duvidar que seja realmente o mais antigo organismo vivo da face da Terra, mas não deixe o tamanho dela enganar você! Ao longo de milhares de anos essa árvore tem se adaptado com sucesso a cada mudança climática que ocorreu na área onde se localiza.

Ela foi encontrada pelos cientistas da Universidade de Umeå, na Suécia, no noroeste do país. É uma árvore conífera de 9.550 anos e a mais antiga e ainda viva já identificada que se tem registro. O pinheiro, da espécie Picea abis, além de ser encontrado em toda a Europa, é usado como enfeite natalino nos países nórdicos, apreciado pelos adeptos da jardinagem e empregado na fabricação de violinos da marca Stradivarius. Sob a copa da conífera de aproximadamente cinco metros de altura no Parque Nacional de Fulufjället, na província de Dalarna, pesquisadores acharam partes remanescentes de pinheiros datadas de 3750, 5.660, 9.000 e 9.550 anos.

Segundo seu descobridor, Leif Kullman, professor de Geografia Natural da universidade e diretor do estudo, a idade dos troncos e pequenos galhos foi determinada em um laboratório de Miami (Estados Unidos), mediante o método conhecido como carbono 14. A longevidade do pinheiro se explica por sua dupla capacidade de “autoclonagem”, de modo que do sistema de raízes nascem novos talos e troncos. Outro fator que contribui para a preservação da conífera são as adaptações às mudanças do clima, que fazem com que árvore evolua na forma de um arbusto encolhido sobre si mesma.

A árvore mais antiga (não clone) no planeta: Matusalém (4845 anos)

A árvore com o nome Matusalém é um tipo de pinheiro (Pinus longaeva) que cresce no alto das montanhas brancas de Inyo County, no leste da Califórnia, EUA. Matusalém brotou durante a Idade do Bronze, cerca de dois milênios antes de Roma ser fundada, e algumas centenas de anos antes dos egípcios construírem a Grande Pirâmide de Gizé. Ela tem esse nome por causa de um personagem bíblico que viveu quase 1.000 anos de idade.

Methuseleh

Segundo especialistas, não é tão incomum para os pinheiros bristlecones atingirem uma idade avançada. Árvores como Matusalém têm uma experiência excepcional de crescimento lento em temperaturas baixas, o que torna sua madeira densa e resistente a doenças. Elas sofrem poucas mudanças à medida que envelhecem e não podem se deteriorar com a idade, como acontece com outras plantas e organismos.

Mas, é claro, para chegar aos 4.841 anos é preciso um pouco de sorte. Um pinheiro bristlecone 100 anos mais velho do que Matusalém foi descoberto em 1964 por pesquisadores em Nevada, nos EUA. Mas a sua idade, cerca de 4.900 na época, só foi descoberta depois que a árvore, agora chamada de “Prometeu”, foi cortada. Por este motivo, o Serviço Florestal americano mantém em segredo a exata localização de Matusalém. Eles acham provável que existam pinheiros bristlecones com mais de 5.000 anos, mas não é possível medir sua idade, porque árvores antigas podem perder sua casca, o que faz com que seus anéis sejam desgastados pelo vento e pelo tempo.

A árvore mais alta do mundo: Hyperion (115,6 metros)

Hyperion é uma sequoia (Sequoia sempervirens) foi descoberto em 25 de agosto de 2006 pelos naturalistas Chris Atkins e Michael Taylor em uma região muito remota do Parque Nacional Redwood e acredita-se que tenha aproximadamente 700-800 anos de idade. Os naturalistas dizem que esta árvore poderia ser mais alta do que é, mas os pica-paus causaram muito danos no topo diminuindo sua altura. As sequoias são nativas da América do Norte, encontrada especialmente na costa oeste dos Estados Unidos, onde existem exemplares com idades entre 1200 e 1800 anos.

hyperion-height-comparison-statue-of-liberty-big-ben

Embora várias outras árvores foram registradas como sendo mais altas do que a Hyperion, devido ao constante desmatamento na região de Redwood, a maioria delas foram cortadas no início dos anos 60. Na verdade, mais de 90% das florestas antigas do estado da Califórnia foram registradas durante esses tempos até 1978, quando a área foi comprada e  transformada em um parque nacional. Especialistas especulam que milhares de árvores – algumas ainda maiores e mais altas do que a Hyperion – foram cortadas durante os turnos de vinte e quatro horas/sete dias por semana pelas madeireiras nos anos de 60 e 70. Tal como acontece com todas essas árvores raras, a localização exata é mantida em segredo.

Stratosphere Giant

Stratosphere Giant já foi considerada a árvore mais alta do mundo. Ela foi descoberta em julho de 2000 em Humboldt Redwoods State Park, medindo 112,34  metros de altura e continua crescendo. Devido ao imenso tamanho, até o momento só se tem um foto que é uma montagem de dezenas de fotos tiradas por James Balog.

stratosphere-giant

General Sherman, a mais volumosa árvore do mundo

General Sherman é uma sequóia-gigante conhecida por ser a mais volumosa árvore do mundo. Estima-se o seu volume em 1487 m³. Apesar do volume não é uma das mais altas, tendo sido avaliada em 83,8 m de altura, menos que outras no parque onde se encontra, o Parque Nacional da Sequóia (Sequoia National Park), a leste de Visalia, no norte da Califórnia.

biggest-tree-in-the-world-general-sherman

A idade estimada desta árvore é de cerca de 2,300-2,700 anos. Ela sobreviveu há vários incêndios, mudanças climáticas e – felizmente – o homem moderno. Com uma estimativa de peso de cerca de 1.385 toneladas, 83,8 metros de altura e 11,1 metros de diâmetro na base. Em 1879, esta árvore foi nomeada depois da Guerra Civil Americana, em homenagem ao general William Tecumseh Sherman, pelo naturalista James Wolverton, que serviu como tenente na 9ª Cavalaria de Indiana sob comando de Sherman.

biggest-tree-in-the-world-general-sherman2

Árbol del Tule, a árvore com o maior tronco do planeta

A Árbol del Tule está localizada no município de Santa María del Tule, próximo à cidade de Oaxaca de Juárez, no estado de Oaxaca, no México. Com a idade estimada em mais de dois mil anos. É conhecida também como Ahuehuete, cipreste mexicano, cipreste de Moctezuma, El Gigante, El Árbol del Tule ou El Sabino del Tule. Ahuehuete é uma palavra da língua náhuatl que significa “árbol viejo del agua”, pois costuma crescer em lugares pantanosos. Sua denominação técnica é Taxodium mucronatum, da Família Taxodiacea, do gênero Taxodium. Seu tronco tem 58 metros de circunferência e 14 metros de diâmetro. A sua altura é de 42 metros, o seu volume estimado é de 817 m3 e estima-se o peso em 636 toneladas.

arbol-del-Tule

Houve especulações sobre se o tronco foi composto de várias árvores, mas depois de um exame cuidadoso DNA foi determinado que este era de fato uma única árvore. Infelizmente, no início dos anos 90 verificou-se que a árvore está morrendo lentamente devido à poluição pesada (mais de 8000 carros passam diariamente em uma avenida nas proximidades) e escassez de água.

arbol-del-Tule2

Fonte: 1

Postagens pelo mundo:

Visualização: 12581 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. Renato

    13 de setembro de 2016 às 00:22

    Excente matéria, dá-nos fascínio pelo conhecimento e oportunidade de chegar lá através de voces.

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flora

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Flora

A árvore leprosa de Malawi

Magnus Mundi21 de junho de 2018

Crooked Forest, misteriosa floresta da Polônia

Magnus Mundi26 de fevereiro de 2018

Hallerbos, a floresta azul da Bélgica

Magnus Mundi24 de dezembro de 2017

Flor-cadáver, a imensa flor rara e fedorenta

Magnus Mundi7 de dezembro de 2017

A Árvore de Ténéré, a árvore solitária

Magnus Mundi25 de novembro de 2017

Arboescultura, a arte de moldar a natureza

Magnus Mundi18 de setembro de 2017

As barragens de kauri da Nova Zelândia

Magnus Mundi16 de setembro de 2017

Hibaku Jumoku, as árvores sobreviventes de Hiroshima

Magnus Mundi13 de junho de 2017

O túnel do cogumelo em Mittagong

Magnus Mundi4 de abril de 2017