O bairro de IJburg é um dos mais recentes distritos de Amsterdã, na Holanda construídos sobre uma série de ilhas artificiais que foram erguidas no lago IJmeer, entre North Holland e Flevoland. Um ambicioso projeto ainda em construção que quando concluído terá dezoito mil casas para 45 mil moradores, além de escolas, lojas, centros de lazer, restaurantes e praias. Também inclui um projeto habitacional inovador construído em Waterbuurt ou Water District.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

Waterbuurt em IJburg está localizado em Steigereikand (Ilha Jetty), que forma a principal via de acesso a IJburg através da ponte Enneus Heerma. Em Waterbuurt estão localizadas 93 casas flutuantes individuais atracadas em torno de cais estreitos, como barcos-casa.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As casas flutuantes são sustentadas por tanques de concreto flutuantes que ficam submersos na água até a profundidade de meio andar. Uma construção leve de suporte de aço é construído na parte superior desses tanques, que são equipados com painéis de madeira e vidro, que dividem cômodos e andares.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

Os quartos e o banheiro ficam no andar de baixo, parcialmente submerso. O piso térreo acima abriga a cozinha e sala de jantar, já a sala de estar principal fica conectado a um terraço aberto no piso superior. A estrutura da casa é flexível, permitindo adicionais como, solários, varandas, toldos e o que mais os proprietários possam necessitar.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As casas foram construídas em um estaleiro a cerca de 65 quilômetros ao norte do lago, em seguida, são puxadas por rebocadores pelo canal, o que significa que as casas não podem exceder larguras superiores a 6,5 metros. Para garantir que as casas não se afastem ou batam uma nas outras, elas são ancoradas ao leito do lago por postes de aço.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

Experiências em viver sobre a água são necessárias, especialmente em um país como a Holanda, onde dois terços da população vive abaixo do nível do mar. O país gastou bilhões para manter as mares sob controle construindo alguns dos diques e barreiras mais fantásticos do mundo. Bairros flutuantes também são uma solução para o problema da elevação do nível do mar e a falta de moradias em densas áreas metropolitanas.

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

As Casas Flutuantes de IJburg em Amsterdã

Crédito das fotos: archdaily.com

Fontes: 1 2 3

Postagens por esse mundo afora

Veja também:

Sandu’ao, a maior comunidade flutuante do mundo

Storybook Houses, as casas de contos de fadas de Los Angeles

Sway Tower, a estrutura mais alta do mundo sem nenhuma armação de ferro(Abre numa nova aba do navegador)

Visualização desde 2014: 95 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Uma Resposta

Faça um comentário

Seu email não será publicado