Irohazaka são duas estradas sinuosas e separadas que ligam as planícies mais baixas de Nikko à região montanhosa de Okunikko, localizadas na parte noroeste de Nikko, na província de Tochigi, no Japão. “I-ro-ha” são os três primeiros caracteres das  sílabas do alfabeto japonês Hiragana usado anteriormente (que agora é conhecido como “aiueo”) e “zaka” significa “inclinação”. Elas são classificadas como uma das “100 estradas do Japão” e, juntas, cobrem uma distância de quase dezesseis quilômetros, contorcendo-se por mais de 400 metros de altura.

O nome vem da música “Irohauta“, que usa as todas as 48 sílabas do alfabeto japonês hiragana sem se sobrepor, em reconhecimento às 48 curvas fechadas da estrada, e “zaka” significa “declive”. Embora as estradas estreitas tenham sido alteradas e modernizadas ao longo dos anos, foi tomado a precaução de manter constante o número de curvas.

As duas estradas de Irokazaka foram construídas, respectivamente, em 1954 e 1965, sendo umas das primeiras rodovias do Japão a ser cobrado pedágio, que posteriormente foram liberadas da cobrança. Hoje, a estrada mais antiga (Irohazaka 1) que tem curvas está aberta apenas ao tráfego descendente e inclui um parada num mirante, onde se pode observar duas cachoeiras. Já a mais recente (Irohazaka 2), tem vinte curvas e é aberta apenas para tráfego ascendente até o platô de Akechidaira, perto do topo da estrada, a 1.373 metros acima do nível do mar.

O planalto oferece uma plataforma de observação com vistas sobre Irohazaka e o vale abaixo. Um teleférico eleva os visitantes em três minutos do estacionamento no platô para uma outra plataforma de observação mais adiante, que apresenta vistas do Monte Nantai e da Cachoeira Kegon, em combinação com o Lago Chuzenji, Do final de outubro ao início de novembro, é possível ver as espetaculares cores do outono ao longo de Irohazaka.

Este é o melhor local para se deslumbrar com a belíssima beleza da natureza; no verão, as árvores são verdejantes, enquanto no inverno você vê uma paisagem de neve. A época mais popular para visitar o Irohazaka é no outono, quando a folhagem começa a mudar de cor. Nikko, desde que em uma altitude maior do que as áreas circundantes, é colorida em tons quentes de meados de outubro a início de novembro.

Normalmente, o percurso em qualquer uma das encostas leva cerca de 20 a 30 minutos, mas no outono, pode até levar de 3 a 4 horas nos finais de semana. É altamente recomendável visitar durante a semana para evitar congestionamentos, que são muito frequentes nessa época do ano.

A estrada desempenhou um papel significativo na história japonesa – a rota era popular entre os peregrinos budistas a caminho do lago Chuzenji, que fica no topo da colina arborizada que essa estrada sobe.

Fontes: 1 2

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 143 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Sobre o Autor

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Você pode gostar de ver isso

Uma Resposta

Faça um comentário

Seu email não será publicado