Em 1995, circulava pela internet e amplamente divulgado pelos principais jornais do mundo, uma história sobre uma frase atribuída ao astronauta Neil Armstrong, comandante do módulo lunar Apolo 11, dita por ele quando estava na Lua. Na época os jornais diziam que a história era verídica, mas que foi desmentida mais tarde pela Nasa e pelo próprio Armstrong, e no fim, se tratava apenas de uma anedota e muito engraçada. Pesquisando pela internet, pode se achar muitas variações deste texto e alguns sites ainda dizendo que é verdadeira. Abaixo transcrevo um texto retirado de um blog que relata melhor sobre essa história.

Neil nunca se considerou um herói, mas somente alguém que sempre cumpriu a tarefa que lhe era designada. Quando, em 20/07/1969, o módulo lunar Eagle da Apolo XI aterrissou (alunissou) no Mar da Tranquilidade, uma cratera lunar, Neil Armstrong, falecido hoje, foi o primeiro a descer. O segundo piloto a pisar o solo lunar foi Edwin Aldrin. O terceiro astronauta da missão, Michael Collins, ficou pilotando o módulo de comando da Columbia em órbita da lua, aguardando ansioso o retorno dos dois companheiros. Os três astronautas tinham 38 anos.

Controlando a extraordinária emoção de ser o primeiro homem a andar no satélite, Armstrong disse então uma das frases mais marcantes que a humanidade jamais ouvira: “One small step for man, one giant leap for mankind” (Um pequeno passo para o homem, um salto gigante para a humanidade.). Seguiram-se a conversação técnica entrecortada entre a tripulação e a base de comando no Centro Espacial de Houston, pontuada por bips, e mais atividades programadas para o evento ímpar. Porém, antes de embarcar no módulo, que com Aldrin faria acoplar novamente à nave que orbitava à lua, e daquela de volta para a terra. Pois bem, antes de entrar no veículo, Armstrong disse um frase intrigante: “Good luck, Mr. Gorsky!” (Boa sorte, Sr. Gorsky!).

Muitos técnicos da Nasa acharam que Armstrong, em sua frase enigmática, se referira a um suposto astronauta concorrente seu no programa espacial russo. Porém, pesquisando-se depois, descobriu-se que não havia nenhum astronauta russo tratado como Mr. Gorsky. Assim, a identidade do Sr. Gorsky perdurou durante longo tempo desconhecida, pois Neil Armstrong, ao ser indagado quem era aquele senhor, apenas sorria.

A história conta que em Julho de 1995, ao dar entrevista em Tampa Bay, Flórida, um repórter voltou com a antiga pergunta a Armstrong: Quem era o Sr. Gorsky e por que lhe dera boa sorte? Desta vez, surpreendentemente Armstrong respondeu. O Sr. Gorsky já tinha morrido. Era um vizinho da casa dos pais de Neil, quando este era ainda menino. Uma vez Armstrong jogava beisebol, quando a bola caiu bem próxima ao quarto de casal do Sr. Gorsky e Sra. Gorsky. Ao se aproximar do quarto, o menino Armstrong ouvira a Sra. Gorsky falar ao marido. “Sexo oral? Você quer sexo oral? Nada disso! Você só vai ter sexo oral quando o garoto, filho do vizinho, pisar na lua”.

A transcrição das falas dos astronautas e o centro de controle da Nasa, podem ser vistos aqui (em inglês).

Neil-Armstrong_002

Neil-Armstrong_003

Postagens pelo mundo:

Visualização: 2141 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Faça um comentário

Seu email não será publicado