Inusitados

Bola de Manteiga de Krishna, a rocha de 250 toneladas

Bola de Manteiga de Krishna, a rocha de 250 toneladas

A “Bola de Manteiga de Krishna” é uma enorme rocha localizada na cidade histórica de Mahabalipuram, distrito de Kancheepuram, a aproximadamente 60 quilômetros de Chennai, cidade famosa pelos seus escultores de madeira, no estado indiano de Tamil Nadu. Este pedregulho com aproximadamente seis metros de altura por cinco metros de diâmetro, pesa cerca de 250 toneladas e desafia a gravidade ao se manter em pé, sobre uma pequena base de menos de um metro, sobre uma encosta de uma colina, com uma inclinação de 45 graus.

Devido a desafiar todas as leis da física, esta rocha acabou se tornando uma atração turística na região e há várias histórias que procuram explicar como esse fenômeno incomum é possível, embora nenhuma delas pareça ter respondido a pergunta satisfatoriamente.

A bola da manteiga de Krishna foi inicialmente chamada pelos locais como Vann Irai Hal, que trazudindo do Tamil, significa “Pedra dos Deuses do Céu”. Para este nome, existe uma lenda, de que foram os deuses que colocaram esta imensa rocha em Mahabalipuram e o objetivo era mostrar a força e o poder dos deuses aos habitantes daquela cidade. Uma explicação mais moderna, substitui os deuses por extraterrestres que visitaram a região há milhares de anos atrás.

Já outra história conta que a Pedra dos Deuses do Céu ficou conhecida como a Bola de Manteiga de Krishna, quando em 1969, Indira Gandhi estava visitando a cidade e um guia local lhe disse que a pedra se chamava assim, de acordo com a mitologia hindu, que diz que: quando Krishna era criança, ele gostava de comer manteiga e muitas vezes, roubava pequenos punhados desde alimento do frasco de sua mãe, e a pedra se formou a partir da queda de uma gota de manteiga sobre a Terra.

Tentativas foram feitas ao longo dos séculos para mover a Bola de Manteiga de Krishna, embora em vão. Uma das primeiras tentativas conhecidas é dito ter sido feita durante o reinado de Narasimhavarman, um rei Pallava, que reinou durante o século 7 d.C. Aparentemente, o rei queria mover a pedra divina, para salva-la das mãos dos escultores. Apesar de suas boas intenções, a rocha não se moveu e o rei teve que desistir de seus planos.

Outra tentativa de mover a pedra foi feita no início do século 20. Em 1908, o governador de Madras, o inglês Arthur Lawley pretendia tirar a pedra da colina, pois temia que ela rolasse para baixo a qualquer momento, e destruí-se a cidade que fica localizada na base da colina.  Diz-se que sete elefantes foram usados na empreitada, embora a rocha não se moveu nem um pouco. Os temores do governador provaram ser infundados, já que a Bola de Manteiga de Krishna não se moveu nos últimos 110 anos, muito menos, rolou da colina. Assim, a cidade permanece segura de sua destruição, por enquanto.

A Bola de Manteiga de Krishna serviu de inspiração para a criação de bonecos feitas em terracota  ‘Tanjavur Bommai’, um brinquedo que balança de um lado para o outro, mas não cai, tipo João Bobo. Se diz que o rei Raja Raja Chola ficou impressionado com a rocha, e se perguntou como ela não rolava colina abaixo e assim surgiu a tradição de fazer tais bonecos, com o fundo esférico, que só permite que se inclinem, mas nunca caem.

Já que ela está lá nesta posição incomum, tornou-se bastante popular entre os moradores e turistas e excelente cenário para fotografias, de pessoas que possam ao lado dela, ou fazem de conta que estão empurrando-a com as mãos. A rocha fornece sobra em dias ensolarados e as crianças utilizam o declive em torno da pedra de escorregador natural.

Mahabalipuram já foi um movimentado porto durante o reinado de Periplus e Ptolomeu. Antigos comerciantes indianos que iam para os países do sudeste da Ásia saíam do porto desta cidade. As pessoas visitam este lugar para ver as magnificas esculturas em pedra, templos, santuários em cavernas, e relevos gigantes ao ar livre, como a famosa “Descida do Ganges” e o templo de Rivage, com milhares de esculturas glorificando a deusa Shiva. Mahabalipuram é um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Bola de Manteiga de Krishna, a rocha de 250 toneladas

Tanjavur Bommai, boneco tradicional da Índia | Crédito da foto

Fontes: 1 2 3

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 328 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inusitados

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Veja mais em Inusitados

O telescópio Leviatã de Parsonstown

Magnus Mundi9 de junho de 2019

Porto Flavia, o porto incomum da Sardenha

Magnus Mundi5 de junho de 2019

Gilbert Hill, o monólito insólito de Mumbai

Magnus Mundi29 de maio de 2019

Cycling Through Water, a ciclovia através da água

Magnus Mundi10 de maio de 2019

Salar de Uyuni, o grande deserto de sal

Magnus Mundi2 de maio de 2019

Cuexcomate, o umbigo do diabo

Magnus Mundi30 de abril de 2019

Rockall, o rochedo desejado por quatro nações

Magnus Mundi22 de abril de 2019

Desierto Florido, a floração no deserto do Atacama

Magnus Mundi16 de abril de 2019

Kayabuki no Sato, a pequena vila e seu sistema anti-incêndio

Magnus Mundi15 de abril de 2019

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up