Inóspitos

Casa do pior clima do Mundo

Casa do pior clima do Mundo

O Monte Washington, com 1917 metros de altitude, é uma montanha cujo cume é o ponto mais alto do estado de Nova Hampshire e da região nordeste dos Estados Unidos. Geograficamente constitui o ponto mais alto das Montanhas Brancas. A maior parte do monte fica no Parque Estadual do Monte Washington e na Floresta Nacional da Montanha Branca, no condado de Coos.

O monte é famoso pelas suas condições atmosféricas adversas, tendo por quase 62 anos, o recorde de rajada de vento mais forte já registrada na superfície da Terra, com 372 km/h, na tarde de 12 de abril de 1934 (algumas medições de maior força de vento ocorreram em tornados, mas não foram medidas à superfície da Terra). O registro foi derrubado em 1996, quando uma estação de instrumento em Barrow Island, Austrália registrou um novo recorde de 407 km/h. O seu recorde de temperatura é de −45.6 °C, e o recorde para sensação térmica causada pelo vento é de −75.0 °C2 . O monte está localizado em zona de clima temperado, mas o clima da região pode ser comparado ao encontrado no topo do Monte Everest ou no Pólo Sul.

mount-washington-001

A estação meteorológica no topo do Monte Washington está acorrentado ao solo, para evitar que ela seja levada pelo vento. | Crédito da foto

Condições meteorológicas extremas de Monte Washington é devido à sua localização geográfica. O pico do monte fica no caminho de várias conversões de ventos, principalmente vindo do Atlântico pelo sul, pela região do Golfo e pelo noroeste do Oceano Pacífico. A ascensão vertical da Presidential Range, combinada com a sua orientação norte-sul, faz com que seja uma barreira significativa para ventos vindos do oeste. Sistemas de baixa pressão são mais favoráveis ​​para desenvolver ao longo da costa nos meses de inverno, devido às diferenças de temperatura relativos entre o nordeste e o Oceano Atlântico. Com esses fatores combinados, rajadas de vento com força de furacão são observados a partir do cume da montanha, em média de 110 dias por ano.

Monte Washington também tem altos níveis de precipitação. Queda de neve ocorre quase todo o ano com média de 280 polegadas por ano. Em fevereiro de 1969, um recorde de 49,3 polegadas de neve caiu durante um único período de 24 horas. Estes condição de tempo adversa, fez Charles Brooks, o homem por trás da criação do Observatório Mount Washington, chamar o pico de “Casa do pior clima do Mundo”. Pelos indígenas, o monte era conhecido como Agiocochook, ou “casa do Grande Espírito”, antes da chegada dos colonizadores europeus.

O edifício principal foi projetado para suportar ventos de ate 480 km/h, e as estruturas precisam ser acorrentados à montanha para que não sejam levados pelos ventos. Além de um número de torres de transmissão, a montanha é o local de um observatório científico sem fins lucrativos, relatando o clima, bem como outros aspectos do clima subártico da montanha. O Observatório Mount Washington foi construído no cume em 1932, devido a determinação de um grupo de pesquisadores que compreendeu a importancia das pesquisas meteriológicas naquele local de clima extremo.

Os pesquisadores e turistas, dispõe de uma ferrovia de cremalheira, a primeira implantada nos Estados Unidos que vai até o topo, a “Mount Washington Cog Railway”, que vence um declive médio de 25% e máximo de 37.41%. Tem 4,8 km de extensão, subindo a 4,5 km/h e descendo a 7,4 km.

mount-washington-012

O Tip-Top House, localizado perto do cume, começou originalmente como um hotel e tem paredes grossas com 2 metros de largura, para manter os viajantes aquecidos. Atualmente é um museu. | Crédito da foto

Fonte: 1 2

Postagens pelo mundo:

Visualização: 706 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inóspitos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo/SC. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, um site sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como histórias inusitadas de pessoas, lendas, eventos e outros assuntos interessantes. Feito para as pessoas que gostam de saber mais sobre um determinado assunto que é tratado superficialmente por outros sites do gênero.

Veja mais em Inóspitos

Uluru, a segunda maior pedra do mundo

Magnus Mundi7 de dezembro de 2018

As bibliotecas perdidas de Chinguetti

Magnus Mundi5 de dezembro de 2018

El Tatio, o maior gêiser do hemisfério sul

Magnus Mundi4 de dezembro de 2018

Ilha Hashima, a ilha fantasma do Japão

Magnus Mundi28 de novembro de 2018

Pirâmide de Ball, a maior ilha vulcânica do mundo

Magnus Mundi24 de novembro de 2018

Ilha Sentinela e a tribo mais isolada do mundo

Magnus Mundi23 de novembro de 2018

A ilha de Robinson Crusoé no Chile

Magnus Mundi30 de outubro de 2018

Castaway Depots, os depósitos de sobrevivência da Nova Zelândia

Magnus Mundi11 de outubro de 2018

Salton Sea, o lago criado acidentalmente

Magnus Mundi21 de setembro de 2018

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up