A Reed Flute Cave ou Caverna da Flauta de Bambu (Ludi Yan, em chinês), está localizada a cinco quilômetros a noroeste da cidade de Guilin, em Guangxi, na China. Seu nome vem de uma floresta de bambus que fica ao lado da caverna e que são usados para confeccionar flautas. Com mais de 180 milhões de anos, a caverna é revestida de calcário natural com mais de 70 inscrições da época da Dinastia Ming (792 d.C.) em suas paredes. Para os apaixonados por história e aventureiros natos em busca de belezas naturais, a Caverna da Flauta de Bambu deve fazer parte da lista de lugares mágicos a se conhecer.

reed-flute-cave05

Dentro dela há um mundo paralelo cunhado pela erosão das águas e do vento ao longo dos tempos que criou centenas de estalactites e estalagmites incrivelmente belas e únicas. Com cerca de 240 metros de comprimento, a caverna possui um belo lago em seu interior. A iluminação artificial colorida promove um espetáculo à parte, realçando ainda mais o visual da gruta. Nas suas paredes também podem ser encontradas mais de 70 inscrições que datam de 792 d.C. (época da Dinastia Ming). Tais inscrições mostram que a caverna era uma atração procurada desde tempos bem antigos! A caverna foi redescoberta na década de 40, por refugiados que fugiam das tropas japonesas durante a guerra, e em 1962 foi aberta para visitação do público e desde então, recebe turistas de todos os lugares do mundo.

reed-flute-cave13

Dentro da Reed Flute Cave tudo é bem iluminado e o visitante é livre para tirar fotos em todos os cantos e guardar uma recordação para sempre deste paraíso natural. Por mais que as regras sejam flexíveis, só é permitida a entrada com a presença de um guia que fale chinês. Mesmo o serviço na língua local sendo gratuito, quem não fala mandarim é recomendável que pague por um guia que domine a língua inglesa. Porém, como as placas também estão escritas em inglês é possível compreendê-las. O mais interessante é que a iluminação artificial e as luzes negras foram estrategicamente colocadas na gruta para acentuar a beleza natural da caverna e explicitar ainda mais as pinturas de pássaros, animais e plantas moldadas em diferentes formas e cores. Não há dúvidas que é um passeio inesquecível, recheado de belas histórias e muita cultura. A viagem até a China é longa, mas a beleza da caverna fará valer cada quilômetro percorrido.

reed-flute-cave11

reed-flute-cave12

reed-flute-cave14

reed-flute-cave15

reed-flute-cave00-capa

reed-flute-cave02

reed-flute-cave03

reed-flute-cave04

reed-flute-cave05a

reed-flute-cave06

reed-flute-cave07

reed-flute-cave10

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 575 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Sobre o Autor

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Você pode gostar de ver isso

Faça um comentário

Seu email não será publicado