Exóticos

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Os pouco mais de mil habilitantes da pequena comuna francesa de Allouville-Bellefosse, na região da Alta Normandia, França, costumam dizer que um majestoso carvalho local presenciou grande parte da história ocorrida ali desde os tempos medievais. Diz a lenda que a árvore já existia por volta do ano 800 durante o reinado do grande monarca dos francos Carlos Magno, e também que, em 1035, o primeiro rei normando da Inglaterra, Guilherme, o Conquistador, teria ajoelhado sobre suas raízes.

chene-chapelle_018Apesar de na crença popular o carvalho possuir cerca de 1200 anos, os cientistas acreditam que sua idade real gire em torno dos 800. Mas foi só muitos séculos mais tarde que ele acabou adquirindo o status de lugar sagrado, e passou a abrigar não apenas uma, mas duas capelas – que lhe renderam o apelido de Chêne Chapelle (Capela Carvalho).

No fim dos anos 1690, um raio atingiu a arvore e provocou um incêndio que consumiu o interior de seu tronco, deixando boa parte dele oco. As chances de que não sobrevivesse eram enormes, mas contrariando todas as expectativas, a árvore conseguiu escapar da morte.

Ao saberem da notícia, dois religiosos locais não tiveram dúvidas de que aquilo se tratava de um claro sinal de Deus. O abade Du Detroit e o padre Du Cerceau resolveram então consagrar o carvalho centenário: dentro do tronco, no nível do chão, eles construíram o santuário de Notre Dame de la Paix (Nossa Senhora da Paz), e um pouco mais acima criaram também um compartimento menor, dedicado à oração e ao isolamento. Chamado de Chambre de l’Ermite (Câmara do Eremita), ele pode ser acessado através de uma escada externa.

Por incrível que pareça, o raio não foi a última ameaça enfrentada pela Chêne Chapelle. Durante a Revolução Francesa, ela passou a ser vista como um símbolo do Antigo Regime, e uma multidão inspirada pelos ideais revolucionários quase ateou fogo na árvore no final do século XVIII. Não fosse a engenhosidade de um morador local de mudar o nome para “templo da razão”, é bem provável que ela tivesse sido destruída.

Mesmo com todos os percalços,o carvalho resiste firme até os dias de hoje, mas já começa a demonstrar sinais de velhice e decaimento, e talvez não dure muito tempo. Atualmente ele está amparado por cabos e algumas regiões descascadas do tronco tiveram de ser reforçadas com pedaços de madeira. Duas missas por ano são realizadas no local, que atrai muitos fiéis e peregrinos, segundo o site Ancient Origins.

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Chêne Chapelle, a capela dentro de um carvalho

Fontes: 1 2

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 215 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Comentários Facebook

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo, Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, uma revista digital feita para pessoas que gostam de ler e saber mais profundamente sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como lendas, eventos e outros assuntos inusitados.

Veja mais em Exóticos

Crazy House, a casa de contos de fadas

Magnus Mundi31 de outubro de 2018

As cataratas inundadas do Guairá

Magnus Mundi8 de outubro de 2018

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

Magnus Mundi26 de setembro de 2018

Puerto Chicama, lugar das ondas mais longas e perfeitas do mundo

Magnus Mundi22 de setembro de 2018

Carmel, a cidade de contos de fadas

Magnus Mundi9 de setembro de 2018

Skull Rock, a ilha da caveira da Austrália

Magnus Mundi1 de julho de 2018

Gocta, a catarata escondida do Peru

Magnus Mundi15 de junho de 2018

Ko Panyi, aldeia flutuante da Tailândia

Magnus Mundi26 de maio de 2018

El Totumo, diversão na lama vulcânica

Magnus Mundi25 de maio de 2018
Scroll Up