Casas

Clingstone, a casa sobre a rocha

Clingstone, a casa sobre a rocha

Clingstone é uma casa, localizada no topo de uma pequena ilha rochosa de um grupo de ilhas chamadas “The Dumplings” em Narragansett Bay, próximo de Jamestown, Rhode Island, Estados Unidos, com três andares, feita de pedra e madeira de cedro, com 23 quatros, construída por Joseph Lovering Wharton, e projetada por William Trost Richards, em 1905, custando na época 36.000 dólares.

Wharton construiu a casa sobre a pequena ilha por estar indigando, querendo se isolar da sociedade, depois que o governo desapropriou suas terras e casa de verão que ele tinha no sul de Jamestown, para ampliar o Fort Wetherill no final de 1800. Irritado por ter que sair a força de sua propriedade, Wharton decidiu construir uma casa onde ninguém poderia incomodá-lo. O nome “Clingstone” é um termo botânico para frutas que as polpas se agarram a semente interna, como as mangas e pêssegos, pelo modo de como a casa se agarra as rochas abaixo dela, uma vez que foi projetada para resistir a ventos com força de furações.

Vista de longo, a casa aparenta fragilidade, em meio ao mar ao redor, mas ela conseguiu sobreviver há mais de 100 anos, resistindo a inúmeras tempestades e furações. Originalmente havia um longo cais de pedra, que acabou sendo destruído num furação. A casa em si, que fica apenas a 7 metros acima do nível do mar, resistiu bravamente com poucos danos ao furação que é lembrado como o Grande Furação de 1938. A população da região estavam céticos de que Wharton iria conseguir morar naquela ilha inóspita e até faziam apostas, de que não duraria uma temporada morando nela, mas ele ficou morando até sua morte em 1930. Após a morte de sua esposa em 1941 a casa ficou abandonada por 20 anos, sendo comprada por 3.500 dólares, pelo atual proprietário, Henry Wood, que era um primo distante de Wharton.

Henry Wood, atualmente um arquiteto aposentado que tinha escritório em Boston, comprou a casa em 1961, junto com sua primeira esposa (são três as mulheres que têm ocupado a casa desde então) e ela estava em péssimo estado, com todas as suas 65 janelas quebradas, o piso podre, com fezes de pombo em tudo quando é lugar e praticamente sem telhado e muito vandalizada. Por quase uma década, Henry Wood arrependeu-se de ter comprado aquele elefante branco em estado deplorável. Se uma casa requer cuidados, uma casa em cima de uma rocha submetida continuamente às marés e os ventos fortes, com certeza precisa de bem mais. Não obstante, com o passar do tempo começou a desfrutar da tarefa de restauração, com ajuda de seus filhos e amigos e pode dotar a construção de todas as comodidades necessárias. A grande maioria do material usada na reforma é reciclado, vindo de diversos lugares, incluindo a longa mesa de jantar que foi feita com madeira recuperada no fundo de uma cisterna.

Uma turbina de vento no telhado fornece a eletricidade, enquanto que painéis solares abastecem de energia as baterias no porão para o aquecimento da água. A água da chuva é coletada em uma cisterna de 3.000 litros, em seguida, filtrada, tratada e bombeada através da casa para fins de limpeza. A água potável vem de um sistema de filtragem da água do mar. A casa ainda tem banheiros de última geração de compostagem, e o composto usado para fertilizar o jardim. Visível a partir da costa, a casa é conhecida pelos habitantes locais como “A casa sobre a rocha“.

Fontes: 1 2 3

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 250 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Casas

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Casas

Casa das Lápides, a casa inusitada da Virgínia

Magnus Mundi2 de julho de 2018

O ninho de Quetzalcoatl no México

Magnus Mundi23 de junho de 2018

Makhunik, a antiga aldeia dos anões

Magnus Mundi18 de maio de 2018

Seaweed House, as casas de algas da Ilha de Læsø

Magnus Mundi10 de fevereiro de 2018

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Magnus Mundi5 de fevereiro de 2018

A casa da abóbora de Kenova

Magnus Mundi31 de outubro de 2017

Kandovan, uma troglodita vila iraniana

Magnus Mundi21 de agosto de 2017

Equihen Plage, a vila dos barcos virados

Magnus Mundi18 de abril de 2017

Adolf Hitler e a casa onde nasceu

Magnus Mundi24 de janeiro de 2017