Arquitetura

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

A antiga residência e local de trabalho do vice-presidente das Filipinas, na cidade de Pasay, em Manila, é uma atração inusitada. O edifício é chamado Coconut Palace (Palácio de Coco), também conhecido como Tahanang Pilipino, devido ao uso extensivo de madeira de coco e de várias partes do coqueiro em sua construção. Localizado na Baía de Manila, o palácio faz parte do Centro Cultural do Complexo das Filipinas. Na época de sua construção em 1978/81, foi usada como casa de hóspedes do Presidente Ferdinand Marcos e a partir de 2009 tornou-se a residência oficial e o principal local de trabalho do vice-presidente das Filipinas.

O telhado que tem a forma de um salakot (chapéu tradicional filipino) é feito de telhas de madeira de coco, com o telhado , enquanto as colunas de sustentação são feitos com o troncos dos coqueiros invertidos, com sua protuberância distinta da base da raiz na altura do telhado. O piso em formato parquet é também feito com madeira de coco. Os tapetes e papéis de parede são confeccionados com fibra de coco.

Um imenso candelabro foi feito com as metades de cento e dez cascas de coco e uma grande mesa de jantar montada com 40.000 pequenos pedaços de cascas de coco, ricamente trabalhados em forma de mosaico. Outros materiais nativos das Filipinas foram utilizados na construção e decoração do palácio: como a fibra do abacaxi e da banana, utilizado nos lençóis e colchas dos dormitórios, bem como a Narra Amarillo, a madeira filipina, árvore de madeira escura resistente a cupins, muito utilizado no país e no sudeste asiático na confecção de casas e móveis.

Acreditasse que setenta porcento da estrutura é feita de alguma parte do coqueiro. Tudo, desde as raízes da árvore ao tronco, casca da frutas e folhas foram utilizados para projetar e decorar o palácio como uma demonstração da versatilidade da árvore mais abundante no país. Não é de se admirar que os habitantes das Filipinas chamem o coqueiro de “árvore da vida“.

Coconut Palace em forma de octógono (oito lados) e foi construído durante o regime do presidente Ferdinand Marcos, que junto com sua esposa, a primeira-dama Imelda Marcos, saqueou o tesouro filipino de um montante de pelo menos dez bilhões de dólares, antes de ser deposto de seu cargo. Com a riqueza acumulada ilegalmente, o casal comprou várias mansões nos Estados Unidos e nas Filipinas, várias pinturas caras, de antigos mestres como Van Gogh, Rembrandt, Rafael e Michelangelo, bem como pratarias, colares de ouro, tiaras de diamantes e tudo de mais precioso que o mundo tem a oferecer.

Imelda Marcos vivia um estilo de vida extravagante e era conhecida por ter um guarda-roupa de com mais de mil pares de sapatos, que atualmente estão exposto no Marikina Shoe Museum em Manila. Foi dela a ideia de construir o Palácio do Coco, uma casa de hóspedes elegante para a estadia do Papa João Paulo II, durante sua visita a Filipinas em 1981. Quanto o pontífice soube que o palácio havia sido construído para sua estada ao custo de 37 milhões de pesos filipinos, ou 10 milhões de dólares na época, ele se recusou a usar o palácio depois de saber da opulência do lugar e construído à custa dos cidadãos do país onde a maioria ainda vive na pobreza.

Surpreendida e possivelmente embaraçada com a recusa do Papa, Imelda aproveitou a visita de algumas celebridades famosas de Hollywood, como Brooke Shields e George Hamilton ao país e convidou-os a se hospedarem no palácio, bem como Muammar al-Gaddafi, ex-presidente da Líbia. Mais tarde, a casa tornou-se um local para casamentos e festas, antes de se tornar a residência oficial do vice-presidente. Quase todo o Palácio do Coco é aberto a visitação desde 2011.

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Mesa de jantar feitos com 40.000 pedaços em madeira de coco | Crédito da foto

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Funcionário do museu exibe alguns dos sapatos da ex-dama filipina Imelda Marcos, ao lado de seu retrato no museu do sapato em Manila | Crédito da foto: Ted Aljibe

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Parede esculpida a mão, por artesãos filipinos | Crédito da foto

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Lençóis feitos de fibras de banana e abacaxi | Crédito da foto

Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila

Planta baixa do Palácio de Coco | Crédito da foto

Fontes: 1 2 3

“Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam” – Jack Kerouac

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 94 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. Pingback: Coconut Palace, o Palácio de Coco em Manila – Digitado

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquitetura

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Arquitetura

Makhunik, a antiga aldeia dos anões

Magnus Mundi18 de Maio de 2018

Wat Phra Dhammakaya, o impressionante templo budista da Tailândia

Magnus Mundi11 de Abril de 2018

Ilhas Astronautas, as ilhas camufladas da Califórnia

Magnus Mundi4 de Abril de 2018

Sentinelas da Bretanha

Magnus Mundi31 de Março de 2018

The Wall, a estrutura contra o vento de Fermont

Magnus Mundi19 de Março de 2018

Tianducheng: A falsa Paris na China

Magnus Mundi10 de Fevereiro de 2018

Seaweed House, as casas de algas da Ilha de Læsø

Magnus Mundi10 de Fevereiro de 2018

Bailong: O mais alto elevador panorâmico do mundo

Magnus Mundi11 de Janeiro de 2018

O navio sobre o penhasco em Jeongdongjin

Magnus Mundi22 de dezembro de 2017