Cerro de Xico, Colina do Xico ou Cratera Xico se localiza no extremo sul da Cidade do México, no município de San Miguel Xico, a 2235 metros acima do nível do mar, dentro da área vulcânica de Chichinautzin. Cerro de Xico não é realmente uma colina, mas uma cratera circular quase perfeita, formada por erupções freáticas (designação dada às erupções vulcânicas resultantes do contato entre o magma com a água do mar, de um lago ou mesmo de um glaciar) no meio do lago Chalco, cujos restos do lago de água doce, podem ser vistos em torno da borda da cratera.

Estando localizada a apenas 40 quilômetros ao sul do centro da cidade, a cratera vulcânica está lentamente sendo engolida pela expansão urbana, embora o interior, chamado Parque Xicotencatl ainda esteja sendo aproveitado apenas para a agricultura, protegida naturalmente pelas bordas da cratera.

Clique na imagem para ampliar

Numa parte geologicamente significativa de tempo, a cidade e a área circundante eram encobertos pelas águas do Lago Chalco, assim como grande parte da Bacia do México. Num mapa antigo de 1847 de Bruff-Distrunell, ainda pode-se ver a Cratera Xico rodeada pelas águas do lago. O Lago Chalco, juntamente com os lagos Texcoco e Xochimilco foram formados quando as lavas do campo vulcânico de Chichinautzin bloquearam a bacia hidrográfica em direção ao sul. A Cidade do México foi praticamente erguida em cima do assoreamento de um grande lago, o Texcoco. Durante os séculos 16 e 17, após a conquista espanhola do México, os lagos foram frequentemente drenados para evitar inundações periódicas.

A maior parte da área era árida e sem valor, isso até o final de 1970, quando o governo mexicano drenou inteiramente o lago, resultando num súbito afluxo de pessoas vindas das regiões central e do sul do México, atrás de um pedaço de terra recém descobertas. Pequenos agricultores, cooperativas e camponeses sem terra fecharam acordos ilegais com organizações comunitárias e tomaram o controle do rico solo vulcânico.

Milhares e milhares de famílias se instalaram na região, atrás de trabalho e de uma vida melhor, dando origem a área que é atualmente conhecida como Valle de Chalco Solidaridad e mais tarde, expandindo a área urbana por toda a região. Os agricultores também ultrapassaram a borda do vulcão e araram os campos no interior da cratera.

Toda a região circundante está repleta de vestígios de vulcões extintos, mas a Cratera Xico é o mais perfeito em forma circular, parecendo muito mais uma cratera de impacto, do que uma cratera vulcânica. Por exemplo, mesmo ao lado, na denominada Serra de Santa Catarina, há igualmente outros restos de vulcões, mas cujo aspecto exterior é razoavelmente distinto

Apesar de sua proximidade com uma das maiores cidades populacionais do mundo, a cidade de Xico não tem infraestrutura e é carente de serviços básicos, incluindo estradas pavimentadas e escolas. Muitas pessoas compraram terras em conjunto que eram reservadas para a agricultura, causando sérios problemas legais, fazendo o governo intervir e regularizar os direitos de propriedades. A cidade de San Miguel Xico se tornou um município independente em 1994. Em 2005, tinha uma população de 330.000 habitantes.

A cratera vulcânica de Xico

A cratera vulcânica de Xico

A cratera vulcânica de Xico

Fontes: 1 2

“Tudo o que o homem não conhece não existe para ele. Por isso, o mundo tem para cada um o tamanho que abrange o seu conhecimento”. – Carlos Bernardo González Pecotche

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 656 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Faça um comentário

Seu email não será publicado