Animais

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

Já é sabido que gatos odeiam água, agora imagine dezenas deles vivendo num barco, com bastante água por todos os lados? Talvez por opção própria nenhum deles queria estar neste barco, mas por causa da bondade de uma pessoa, esses gatos tem comida, água fresca e um lar, mesmo que seja num barco ancorado num canal. O barco se chama De Poezenboot (barco do gato) e é provavelmente o único abrigo de gatos dentro de um barco no mundo.

Talvez por ser assim tão exclusivo, tão único, que o barco do gato virou uma atração turística da cidade de Amsterdã, capital dos Países Baixos, e recebe regularmente cerca de 4.500 visitantes ao ano, a maioria são turistas que acabaram perdendo seus gatos, durante férias passadas, e retornam para busca-los.

De Poezenboot, o barco dos gatos

O barco do gatos, está ancorado no canal de Herengracht e a origem dessa inusitada forma de abrigo para gatos, começou em 1966, quando Henriette Van Weelde teve pena de uma gata de rua e seus filhotes e a acolheu em sua casa. Com o passar do tempo, Henriette começou a ser conhecida por sua bondade com gatos abandonados e as pessoas ocasionalmente traziam os bichos e deixavam na porta de sua casa e foi assim por quase dois anos.

Chegou a um ponto que sua casa não comportava mais gatos e ela teve que fazer alguma coisa, foi quando soube de um barco sem uso, nas proximidades de onde morava e ela adaptou a embarcação e fez dela um santuário dos gatos. Por quase 20 anos, o lugar operou sem o conhecimento das autoridades, mas em 1987, Henriette finalmente obteve a licença que precisava, e assim o barco pode continuar funcionando como abrigo, desta vez oficialmente, sendo batizado de “De Poezenboot

De Poezenboot, o barco dos gatos

O barco dos gatos serviu como um refúgio seguro para os gatos abandonados de Amsterdã durante décadas, com Henriette cuidando deles até sua morte em 2005. Atualmente ele é gerenciado por uma pequena equipe de voluntários locais e abriga em torno de 50 gatos, dos quais pelo menos 15 deles são residentes permanentes e os outros podem ser adotados. “A maioria dos nossos residentes permanentes eram gatos selvagens que até agora não puderam ser completamente socializados”, explica Judith Gobets, um membro da equipe do abrigo. Devido as constantes visitas de pessoas ao lugar, há avisos por todo o barco, fornecendo informações para a identificação de tais gatos, que não são perigosos, porém, não gostam de contato.

Cada novo gato que é trazido ao abrigo passa um breve período de quarentena, durante o qual são vacinados, castrados e recebem um micro-chips que são implantados neles, para que possam ser rastreados. Esta é uma tentativa de minimizar a população de gatos selvagens, e evitar que gatos adotados fujam ou sejam abandonados novamente. O abrigo é muito rigoroso com o processo de adoção e os bichos só serão doados, quando eles tiverem certeza de que serão bem tratados pela nova família. “Se alguém acha que um gato é apenas divertido e agradável para brincar, nós lhes dizemos que é preciso muito mais para cuidar de um animal”, comentou um voluntário.

De Poezenboot, o barco dos gatos

Enquanto ficam à espera de ser adotados, os gatos têm muitas opções para se manter entretidos. Como os patos, cisnes e gaivotas que nadam pelo canal. “Alguns de nossos gatos gostam de olhar através da cerca para os patos, sonhando com maneiras de atacá-los”, diz Judith. “Gatos, claro, gostam de caçar”.

A visita ao barco abrigo é gratuita, e muitos turistas acabam fazendo doações, quando descobrem a dedicação que é dada a esses animais abandonados e principalmente por o abrigo não receber nenhum tipo de apoio do governo. Amantes de gatos de várias partes do mundo também fazer doações online para ajudar a manter o barco dos gatos funcionando. O Abrigo publica trimestralmente um jornal, onde informa o trabalho que é feito no barco e assim, sensibilizar mais pessoa a ajuda-los financeiramente.

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

De Poezenboot, o barco dos gatos

Site oficial do abrigo: www.depoezenboot.nl

Fonte: 1

“Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia.” – William Shakespeare

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 169 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Animais

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Animais

Os crocodilos que habitam as cavernas do Gabão

Magnus Mundi16 de setembro de 2018

Cordyceps – O fungo que transforma insetos em zumbis!

Magnus Mundi17 de julho de 2018

O valioso sangue azul do caranguejo-ferradura

Magnus Mundi11 de junho de 2018

Anacondas e pítons, as grandes cobras do mundo

Magnus Mundi30 de maio de 2018

Tarântulas como alimento no Camboja

Magnus Mundi14 de março de 2018

Glowworms Caves, a caverna do céu estrelado

Magnus Mundi11 de março de 2018

Sweetheart, a fera das águas que acabou morrendo afogada

Magnus Mundi26 de janeiro de 2018

Queimada Grande, o ninho de cobras

Magnus Mundi25 de janeiro de 2018

Stuckie, o cão mumificado dentro de uma árvore

Magnus Mundi22 de janeiro de 2018