Abandonados

Eski Kerman, a antiga cidade das cavernas

Eski Kerman, a antiga cidade das cavernas

Eski Kermen (que significa Castelo Velho) é uma cidade medieval localizada a 6 quilômetro de Mangupa, na região de Bakhchisaray, sudoeste da península da Crimeia, país que fazia parte da extinta União Soviética. A cidade fica no cume de um planalto rochoso e achatado, local esse conhecido como “mesa”, muito comuns naquela parte da Crimeia. A região é famosa e muito conhecida por ter mais de 300 cavernas, esculpidas pelo homem nas pedras da região, formando uma verdadeira cidade.

Eski Kerman, a cidade das cavernas

As cavernas foram construídas no final do século 6, por bizantinos e foram utilizadas como habitação humana, dando segurança e abrigo nos rigorosos invernos daquela parte do planeta e posteriormente servindo de fortaleza. Ao longo dos séculos, a quantidade de habitações cresceram e abrigavam várias centenas de pessoas ao mesmo tempo. Foram construídas algo parecido com casamatas ao longo da borda do planalto, por onde se atiravam flechas, pedras e alcatrão fervente nos inimigos que ousavam tentar invadir o lugar.

A vida religiosa era importante na aldeia, e assim o lugar, chegou a ter seis igrejas construídas, também em cavernas. Restos do que era uma igreja ainda se pode ver afrescos que retratam a imagem de Cristo e Maria, pendurado na parede de pedra.

Eski Kerman, a cidade das cavernas

A “cidade das cavernas” era habitada até a chegada dos mongóis no século 13. Devido ao terreno montanhoso, a cidade era de difícil acesso e, portanto, um dos últimos lugares a sucumbir às investidas dos mongóis. Mais tarde, as cavernas foram abandonadas pelos moradores, por um breve período, e pessoas que moravam nas aldeia próxima, começaram a usar as cavernas para fins comerciais, vendendo provisões e artesanato para as caravanas que passavam na estrada abaixo, entre os planaltos. Atualmente, o que restou das cavernas são uma atração turística, trazendo visitantes de todos os lugares.

Mais imagens da antiga cidade das cavernas de Eski Kerman

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Eski Kerman, a cidade das cavernas

Crédito das fotos: 1

Fontes: 1 2

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 536 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abandonados

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Veja mais em Abandonados

The Impossible Railroad, a ferrovia impossível

Magnus Mundi24 de junho de 2019

Rockall, o rochedo desejado por quatro nações

Magnus Mundi22 de abril de 2019

Burj Al Babas, a cidade dos castelos abandonados

Magnus Mundi27 de janeiro de 2019

Houtouwan, a vila de pescadores abandonada na China

Magnus Mundi24 de janeiro de 2019

Sunken Cemetery, na ilha de fogo

Magnus Mundi2 de janeiro de 2019

Taylor Camp, o paraíso perdido hippie do Havaí (NSFW)

Magnus Mundi31 de dezembro de 2018

Craco, uma cidade italiana abandonada

Magnus Mundi30 de dezembro de 2018

As bibliotecas perdidas de Chinguetti

Magnus Mundi5 de dezembro de 2018

Castelo de Čachtice, o castelo da condessa sanguinária

Magnus Mundi1 de dezembro de 2018

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up