Arte

Irish Sky Garden Crater, o jardim do céu

Irish Sky Garden Crater, o jardim do céu

Este imenso buraco, sobre uma colina na Irlanda à primeira vista se parece com uma cratera de impacto de algum meteorito que colidiu com a Terra há milhões de anos atrás, ou mesmo, obra do ser humano, como no caso de algumas fazendas dos Estados Unidos onde o lugar é alagado por inundações, e o dono faz uma colina artificial ao redor de sua propriedade, para evitar que a água inunde suas terras. Na realidade, essa cratera se trata de uma obra de arte, chamada Irish Sky Garden Crater ou The Crater, criada pelo artista americano James Turrell, em 1992 na propriedade de Liss Ard Estate, perto de Skibberreen, no condado de West Cork, encomendada por Veith Turske, negociante de arte alemão e antigo proprietário do lugar.

James Turrell de 70 anos é famoso pelos seus trabalhos em luz, terra e estruturas gigantescas, com várias obras espalhadas pelo planeta. A Irish Sky Garden Crater é uma das obras do artista de um série conceitual, criadas no princípio de “céu aberto”, chamada Skyspaces. O Sky Garden (Jardim do Céu) criado pelo artista na Irlanda, é um jardim minimalista, uma espécie de observatório natural, onde as pessoas podem deitar-se sobre uma pedra é observar o céu.

O acesso ao jardim é feito através de uma trilha arborizada, que leva a uma longa passagem de estilo megalítico, que por sua vez, leva a um estreito conjunto de escadas que parecem ascender ao céu, trazendo o visitantes para o jardim. Para o artista, a passagem escura, simboliza o nascimento da pessoa. Dentro da cratera, fica a “Vault Purchase“, um pedestal de pedra monolítico, onde os visitantes são convidados a sentar ou deitar e olhar para o céu. Os proprietários chamam o lugar de Lios Aird (“fortaleza alta” em gaélico), uma vez que havia uma antiga fortaleza nas proximidades.

O Jardim Irlandês do Céu

James Turrell tem uma presença física inescapável – e tem um vulcão privado à margem do Painted Desert, no Arizona, onde no centro da cratera, está fazendo a obra Roden Crater. Sua longa barba branca sobressai ainda mais com o seu hábito de vestir-se de preto. O New York Times comparou a sua aparência a um “Pai Natal de luto” num artigo intitulado “Como James Turrell tirou o tapete ao mundo da arte”

Saiba mais sobre James Turrel: www.artsy.net

Fontes: 1 2

“Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia.” – William Shakespeare

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 498 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arte

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Arte

Leão Oriental, a maior escultura de madeira do mundo

Magnus Mundi17 de março de 2018

The Kelpies, o monumento aos espíritos da água

Magnus Mundi9 de março de 2018

Michelangelo e a Capela Sistina

Magnus Mundi5 de fevereiro de 2018

Cristo Redentor, o símbolo do Brasil

Magnus Mundi12 de janeiro de 2018

Os desenhos escondidos de Michelangelo

Magnus Mundi12 de novembro de 2017

Colossos de Memnon, as estátuas que cantavam

Magnus Mundi13 de outubro de 2017

Fordite, as joias feitas com tinta

Magnus Mundi16 de setembro de 2017

Victor Noir, uma estátua com uma ereção post mortem

Magnus Mundi23 de julho de 2017

Os gigantes esquecidos de Thomas Dambo

Magnus Mundi7 de maio de 2017