Exóticos

Izvorul Bigar, a cachoeira dos contos de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira dos contos de fadas

Às vezes, observamos uma imagem de paisagem circulando em redes sociais, em que ficamos questionando se é real ou que “este lugar não pode ser real” e deve ser mera montagem em Photoshop, a cachoeira Izvorul Bigar, certamente é um lugar assim.

A combinação de um penhasco coberto de musgo verde com um fluxo de água saindo sabes-se lá de onde, cria uma bela paisagem pitoresca, que só se encontra em livros de contos de fadas. Izvorul Bigar (que significa cascata primavera) é uma das cachoeiras mais incomuns no mundo e das mais belas cachoeiras da Romênia. Uma série de fatores colocam ela na lista de oito cascatas únicas em todo o mundo, devido a forma como a água cai sobre uma rocha encoberta de musgo espalhando a água em finos filetes que desaguam no rio.

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Ela está localizada numa reserva natural do condado de Caras-Severin, na estrada entre a aldeia de Oravita e a aldeia de Bozovici, no sul das montanhas de Anina, na Romênia, exatamente no paralelo 45 norte, a meio caminho entre o equador e o Polo Norte. Localmente a cachoeira de cerca de oito metros de altura é conhecida como o “Milagre do desfiladeiro de Minis“, e ela é formada por fontes subterrâneas com o mesmo nome que atravessam as montanhas de Anina e depois desaguam no rio Minis.

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Izvorul Bigar, a cachoeira de conto de fadas

Fontes: 1 2

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 1211 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Ver Comentários (2)

2 Comentários

  1. Andre silva

    17 de março de 2016 às 18:07

    fafacinante apreciar as belesas do mundo sem sair de casa

    • Magnus Mundi

      4 de abril de 2016 às 10:30

      Obrigado Andre pelo seu comentário. A ideia é justamente essa, de trazer coisas e lugares inusitados, sem sair de casa, mas não somente o superficial, mas sim, tudo que esteja relacionado a esse lugar.

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo/SC. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, um site sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como histórias inusitadas de pessoas, lendas, eventos e outros assuntos interessantes.

Veja mais em Exóticos

Houtouwan, a vila de pescadores abandonada na China

Magnus Mundi24 de janeiro de 2019

Cascata delle Marmore, a cascata feita pelos romanos

Magnus Mundi13 de janeiro de 2019

Stepwells, os poços em degraus da Índia

Magnus Mundi6 de janeiro de 2019

Taylor Camp, o paraíso perdido hippie do Havaí (NSFW)

Magnus Mundi31 de dezembro de 2018

Ilha de Luzon e o lago em uma ilha dentro de um lago em uma ilha

Magnus Mundi27 de dezembro de 2018

Spotted Lake, o incrível lago manchado do Canadá

Magnus Mundi11 de dezembro de 2018

Uluru, a segunda maior pedra do planeta

Magnus Mundi7 de dezembro de 2018

Fuerteventura e a praia da pipoca das Ilhas Canárias

Magnus Mundi6 de dezembro de 2018

Yakushima, a ilha da vida no Japão

Magnus Mundi18 de novembro de 2018

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up