Inusitados

Jingshan, a menor montanha da China

Jingshan, a menor montanha da China

Você está em busca de aventura e esportes radicais, mas não quer se arriscar muito? Que tal escalar uma montanha? Em Shouguang, na província chinesa de Shandong, a 450 quilômetros de Pequim, podesse encontrar Jing Mountain ou Jingshan (que significa “imóvel”) onde qualquer pessoa consegue escalar, uma vez que ela tem apenas sessenta centímetros de altura, podendo ser conquista apenas com um passo.

Jingshan, a menor montanha da China

Jingshan pode não ser a montanha mais impressionante do mundo, mas como sendo a única montanha do distrito de Shouguang, ela é um símbolo da região e uma das atrações turísticas mais populares. Os relatos sobre esta montanha nos registros oficiais do distrito remontam a mais de 100 anos, incluindo sua localização e dimensões de 1,24 metros de comprimento e 70 centímetros de largura. O fato é que, apesar do seu minúsculo tamanho visível acima da superfície parecer apenas uma grande pedra, muitos acreditam que ela é o cume de uma montanha muito maior abaixo do solo.

Jingshan, a menor montanha da China

Quão profunda Jingshan pode ser? Provavelmente nunca saberemos, pois atualmente, ela está protegida por lei federal e não se pode cavar na região. No entanto, no passado, pessoas tentaram cavar em seu entorno.

De acordo com Zheng Binhai, o ex-curador do Museu Shouguang Bo, durante o governo de Mao Zedong (Mao Tsé-Tung) entre 1949 a 1976, a discussão se Jingshan era uma montanha ou apenas uma rocha estava muito acalorada e então, o governo encarregou alguém de cavar em torno da rocha para provar que não se tratava de uma montanha e sim, de uma simples rocha. Depois de cavar vários metros sem alcançar a base subterrânea da montanha, eles desistiram. Em 1958, outras pessoas tentaram cavar em torno de Jingshan, mas também não conseguiram encontrar sua base, e a pedra aparentemente pequena, foi reconhecida como uma montanha desde então.

Jingshan, a menor montanha da China

De acordo com China.org, a montanha teria uma altura de 48 metros, mas sua maior parte sendo subterrânea. Já uma antiga lenda local diz que centenas de anos atrás, uma mulher urinou sobre a montanha, fazendo com que parasse de crescer. A Jingshan é considerada a menor montanha da China, mas não é a menor do mundo, e esse título vai para o Monte Wycheproof, na região de Terrick Terrick na Austrália.

Jingshan, a menor montanha da China

Jingshan, a menor montanha da China

Fontes: 1 2 3

“Costumo responder, normalmente, a quem me pergunta a razão das minhas viagens: que sei muito bem daquilo que fujo, e não aquilo que procuro”. – Michel de Montaigne

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 70 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. Pingback: Jingshan, a menor montanha da China – Digitado

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inusitados

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Inusitados

Dogon, o povo das estrelas que vive nas escarpas Bandiagara

Magnus Mundi28 de julho de 2018

Skull Rock, a ilha da caveira da Austrália

Magnus Mundi1 de julho de 2018

Os moinhos em cascata de Folón e Picón

Magnus Mundi22 de junho de 2018

Uma cidade canadense chamada Amianto

Magnus Mundi10 de junho de 2018

A ponte ferroviária El Infiernillo no Peru

Magnus Mundi9 de junho de 2018

A solitária capela dentro do vulcão de Santa Margarida

Magnus Mundi9 de junho de 2018

As pilhas de ossos do cemitério Colon em Havana

Magnus Mundi7 de junho de 2018

Baldwin Street, considerada a rua mais inclinada do mundo

Magnus Mundi1 de junho de 2018

Ko Panyi, aldeia flutuante da Tailândia

Magnus Mundi26 de maio de 2018