Exóticos

Kuro tamago, os ovos negros de Õwakudani

Kuro tamago, os ovos negros de Õwakudani

Õwakudani, é um vale vulcânico no Japão formado há cerca de 3.000 anos atrás, depois de uma erupção do Monte Hakone, localizado na província de Kanagawa. A região é conhecido por lá, como “O Grande Vale em Ebulição” e é famosa por suas piscinas ferventes de água ricas em enxofre, águas termais e enormes fendas expelindo gases vulcânicos de sulfeto de hidrogênio e dióxido de enxofre. Toda a área tem um forte cheiro de ovos podres, e algo relacionado a isso é justamente o que atrai muitos turistas para aquela região.

Os ovos negros de Õwakudani ou Huro tamago (ovo preto), são ovos de galinha cozidos em águas termais naturais, em uma temperatura de aproximadamente 100°C. O calor e o enxofre na água torna a casca dos ovos negros e ao mesmo tempo, dando um cheiro característico ao ovo. Sua aparência escura é só na casca, pois por dentro ele aparenta como qualquer ovo comum, a diferença está nas propriedades especiais que ele contém, que ajuda a melhorar a saúde em geral e a expectativa de vida. Os especialistas afirmam não ser um problema, a presença do enxofre, para a saúde humana, no entanto, de acordo com a teoria, cada pessoa só pode consumir até dois ovos e meio.

Diz uma lenda antiga japonesa que a cada ovo que você come, sua vida aumenta sete anos. Tal poder milagroso viria de uma estátua Jizo (estátua do guardião das crianças), que transfere a longevidade aos ovos durante o seu cozimento nas águas vulcânicas. Sua procura é tão grande que existem filas enormes na maioria dos estabelecimentos por toda a cidade, vendidos  em pequenos sacos com meia dúzia de ovos por 500 ienes (cerca de dez reais). Mas eles podem ser encontrados a venda por todo o Japão.

Os ovos são cozidos em piscinas em cima de uma colina que os visitantes podem alcançar por uma caminhada de um quilômetro ou chegando no topo  com o teleférico Hakone Ropeway, numa travessia que demora aproximadamente trinta minutos e podem apreciar toda a área circundando. No topo da colina, também pode-se ter uma vista magnífica do Monte Fuji, que fica ao lado. Pequenas mesas de madeira estão disponível ao ar livre para os visitantes descascarem as os ovos enegrecidos e desfrutarem da carne macia com forte gosto de enxofre.

Fontes: 1 2 3

“A verdadeira viagem do descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, mas em ver com novos olhos”. – Marcel Proust

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 251 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Exóticos

Gocta, a catarata escondida do Peru

Magnus Mundi15 de junho de 2018

Ko Panyi, aldeia flutuante da Tailândia

Magnus Mundi26 de maio de 2018

El Totumo, diversão na lama vulcânica

Magnus Mundi25 de maio de 2018

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Santuário de Las Lajas, a igreja do abismo

Magnus Mundi23 de março de 2018

Ilhas Trobriand, as ilhas do amor do Oceano Pacífico

Magnus Mundi20 de março de 2018

Chimi Lhakhang, o templo dedicado ao pênis

Magnus Mundi18 de março de 2018

Glowworms Caves, a caverna do céu estrelado

Magnus Mundi11 de março de 2018

Tianducheng: A falsa Paris na China

Magnus Mundi10 de fevereiro de 2018