Pontes navegáveis são construções raras de se encontrar no mundo – o que já faz de qualquer uma atração imediata. Se estivermos falando da maior do planeta então, o encanto se multiplica. Localizada a 10 quilômetros do centro da cidade de Magdeburgo, na Alemanha, a Wasserstrassenkreuz ou Ponte Aquífera de Magdeburgo possui a estrutura de um aqueduto – como o da Lapa, no Rio de Janeiro, mas foi projetada para ser cruzada por grandes embarcações.

Ponte Aquífera de Magdeburgo, a maior ponte navegável do planeta

Inaugurada em 2003, e medindo um total de 918 metros de comprimento, dos quais, 690 metros acima de terra e 228 metros acima da água, a maior ponte navegável já feita pelo homem conecta dois canais – o Elba-Havel e o Mittelland – ao passar por cima do Rio Elba, um dos mais importantes da Europa. O canal tem 34 metros de largura, 4,25 metros de profundidade e vão máximo de 106 metros. A ponte é de grande importância econômica e industrial, pois fornece conexões de transporte para a região industrial, o Ruhr.

Ponte Aquífera de Magdeburgo, a maior ponte navegável do planeta

Centenários, os canais eram ligados antigamente por uma passagem complicada, que se estendia por 12 quilômetros. Por conta disso, o planejamento para conectá-los começou há quase um século, mais precisamente em 1919. As obras chegaram a ser iniciadas em 1938, mas tiveram de ser interrompidas por conta da Segunda Guerra Mundial.

Somente após a reunificação da Alemanha, a construção pôde ser efetivamente retomada. A um custo de 500 milhões de euros, ela começou em 1997, e consumiu impressionantes 24.000 toneladas de aço e 68.000 m³ de concreto, sendo concluída em 2003.

Ponte Aquífera de Magdeburgo, a maior ponte navegável do planeta

O investimento valeu a pena: a moderna conexão dos canais representa uma economia anual de bilhões de euros para a Alemanha. Hoje, a ponte de água de Magdeburgo conecta o porto interno de Berlim com os portos do Reno.

Antes de sua construção, os navios foram forçados a fazer um desvio de doze quilômetros pela eclusa Rottensee, ao longo do Elba e pela eclusa Nigripp. No final da ponte, o elevador de navios Rothensee é usado para descer no Canal da Alemanha Central.

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Ponte Aquífera de Magdeburgo

Fonte: 1 2

Artigo publicado originalmente em junho de 2015

Postagens por esse mundo afora

Veja também:

Devil bridge, as pontes do diabo na Europa

The Impossible Railroad, a ferrovia impossível

O desastre da ponte de Tay e o pior poema do mundo

Visualização: 2001 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Uma Resposta

Faça um comentário

Seu email não será publicado