Museu

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Quem for a Londres e quiser conhecer a rua Baker Street, basta perguntar a qualquer londrino que dirá que é uma rua famosa, pois ali vivia Sherlock Holmes. Mas Sherlock Holmes, não existiu de verdade, ele era apenas um personagem dos livros de Arthur Conan Doyle, que acabou virando famoso, bem mais até que seu autor. Mas mesmo assim, no prédio onde ele deveria ter morado, é agora um museu sobre ele e seu autor.

Ao virar na esquina após o museu de Holmes, encontramos a rua Merylebone Road, que não é tão famosa. Mas nesta rua está localizado outro museu, um com um telhado de cúpula verde, o Madame Tussauds Wax Museum, considerado o maior e mais famoso museu do mundo entre os museus de cera.

Museu de Cera Madame Tussaud

Madame Tussauds em Londres

O museu em Londres tem cerca de mil réplicas perfeitas feitas em cera de artistas, esportistas e personalidades famosas. O grupo tem vinte e duas filiais pelo mundo, sendo seis nos Estados Unidos e as outras espalhadas pela Europa, Ásia e Oceania. A cantora Lady Gaga é a personagem com mais estátua, com 21 delas distribuídas pelos museus, em seguida vem Michael Jackson com 18 e a Rainha Elizabeth II com 9. De brasileiros, temos do Rei Pelé, exposta em Londres, Airton Senna em Tóquio e Neymar em Orlando.

A peça mais antiga do museu é uma escultura de Jeanne, a Madame du Barry, amante do Rei da França, Luís XV, feita por Curtius em 1765. Há também as máscaras mortuárias originais do rei Luís XVI e de Maria Antonieta. Além de pessoas em cera, há muitas relíquias históricas, como as lâminas da guilhotina usadas nas execuções durante a Revolução Francesa e objetos associados a Napoleão. O primeiro museu Madame Tussaud fora da Inglaterra, foi em Amsterdã, aberto em 1970.

Museu de Cera Madame Tussaud

O mais fascinante deste museu, talvez seja a história por trás de todas essas estátuas, a história de sua criadora: Madame Tussaud, uma mulher que sobreviveu à Revolução Francesa, para se tornar uma das mais famosas fabricantes de máscaras mortuárias e esculturas póstumas do planeta. Madame Tussaud, nasceu Anna Marie Grosholtz, em 1761 em Estraburgo, na França. Sua mãe trabalhava como governanta para o Dr. Philippe Curtius em Berna na Suíça, um médico que gostava de modelar em cera, e que tinha um museu com cabeças e bustos confeccionados por ele.

Em 1765, mudou-se para Paris e levou consigo a governanta e sua filha, e ao longo dos anos, foi ensinando a pequena Anna Marie a arte de modelagem em cera. Em Paris, ela conheceu muitos dos principais aristocratas e intelectuais franceses da época e suas primeiras modelagens foram em 1777, do filósofo e historiador Voltaire, do escritor e também filósofo Jean-Jacques Rousseau, ambos em vida, na época também modelou Benjamin Franklin. Em 1780, aos 17 anos, tornou-se professora de arte de Madame Elisabeth, irmã do rei Luís XVI e viveu no Palácio de Versalhes por nove anos e durante esse tempo, modelou o rei, a rainha Maria Antonieta e seus dois filhos.

Museu de Cera Madame Tussaud

Madame Tussaud, estátua esculpida oito anos antes de sua morte em 1850 por ela própria e agora fica exposta na entrada do museu, como ela gostava de ficar quando estava viva

Durante a Revolução Francesa, ela e sua mãe foram presas na prisão La Force por três meses, sob suspeitas de serem simpatizantes monarquistas e ficaram aguardando a execução, inclusive tendo seus cabelos raspados, ficando prontas para a guilhotina, mas foram libertadas por Collot d”Herbois, a pedido de Curtius. Na prisão, ela conheceu Josephine Beauharnais (mais tarde Imperatriz da França) e sua filha, aguardando o mesmo destino. Anos mais tarde, Josephine iria apresentar Anna Marie a Napoleão Bonaparte, que fez seu busto em cera.

Em suas memórias, Madame Tussoud afirma que recebeu ordens dos revolucionários para entrar no cemitério e realizar a impressão em cera da cabeça do rei Luís XVI e de Maria Antonieta e outros executados, muitos deles, seus amigos da época que passou na corte. Porém os corpos e cabeças não haviam sido enterrados e estavam amontoados e em decomposição em uma área do cemitério. Ela modelou muitas vítimas proeminentes da Revolução Francesa. Suas máscaras da morte foram levantadas como bandeiras revolucionárias e desfilaram pelas ruas de Paris.

Museu de Cera Madame Tussaud

Após a Revolução, a vida de Anna Marie foi menos dramática e em 1794, ela herdou a vasta coleção do médico, após a morte de Curtius. No ano seguinte casou-se com Francois Tussaud, um engenheiro civil e em 1800, deu à luz a uma filha que morreria mais tarde e a mais dois filhos, Joseph e Francis. Durante as guerras napoleônicas, a França encontrava-se num período turbulento e às visitas em suas exposições diminuíram e assim deixou o país e passou a viajando pela Europa com seus dois filhos e exibindo a coleção em exposições itinerantes. Em 1802, separada do marido, mudou-se para a Inglaterra, levando apenas seu filho mais velho e iniciou uma excursão pelo Reino Unido, algo incomum para uma mulher na época e assim fez por 33 anos.

Museu de Cera Madame Tussaud

Em 1835, ela estabeleceu sua primeira exposição permanente em Baker Street na Portman Square, no andar superior do Bazar Bazar Street. Uma das atração principal era “Chamber of Horrors“, a Câmara dos Horrores, que incluía as vítimas proeminentes da Revolução Francesa, assassinos notórios e outras figuras históricas infames, muitos dos quais feitos por Curtius.

A galeria originalmente tinha cerca de 400 bonecos em cera, mas devido aos bombardeios alemães em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial,  juntamente com os danos causados por um incêndio em 1925, acabaram destruindo os modelos mais antigo. Os moldes porém foram salvos, permitindo que personagens históricos fossem refeitos, e que podem ser vistos na galeria sobre a história do museu. Em 1842, ela fez um desenho autorretrato que está agora em exibição na entrada do museu. Anna Marie morreu em 1850, com 88 anos de idade.

Museu de Cera Madame Tussaud

Em 1883, o espaço restrito e o aumento nas despesas de manter o espaço original na Baker Street, fez o neto de Anna Marie, Joseph Randall construir e mudar o museu para sua posição atual, na rua Marylebone Road, abrindo as portas em julho de 1884. Em 1889, o museu foi vendido a um grupo de homens de negócios, gerenciado por Edwin Josiah Poyser. Neste mesmo ano, um artista demitido pelos novos proprietários por contenção de despesa, enviou um pacote com uma bomba como vingança, para John Theodore Tussaud, bisneto de Anna Marie e gerente do museu na época.

Em 2010, o museu incorporou o Planetário de Londres em sua ala oeste e atualmente o grupo de museus é propriedade de uma empresa de lazer chamada Merlin Entertainments, após a aquisição do The Tussauds Group em maio de 2007. Estimasse que mais de 500 milhões de pessoas já visitaram os museus do grupo – em outras palavras, praticamente a população da América do Norte e da Austrália juntas já passaram pelas bilheterias dos museus pelo mundo afora.

Museu de Cera Madame Tussaud

A Câmara de Horrores foi reformulada em 1996, trazendo à tona a história dos crimes e punições dos últimos 500 anos, incluindo itens da prisão de Newgate e réplicas de instrumentos de tortura. Uma inovação foi colocar atores reais, vestidos com fantasias macabras ou trajes de época para confundir e assustar os visitantes. Portas entreabertas de celas, com bonecos de cera de assassinos famosos, dando a impressão que os maníacos estão a soltas, também fazem parte do show.

Entre os personagens históricos da Câmara de Horrores estão, Vlad, o empalador, Genghis Kan, Guy Fawkes e Adolf Hitler. Fato estranho é que não há um boneco de Jack, o estripador. Mas de acordo com a política de Madame Tussaud, ela não modelava pessoas cuja rosto fosse desconhecido, e está prática é usada ainda hoje. Em vez disso, Jack é retratado como um sombra. Tal galeria foi fechada em abril de 2016 e sem data para reabrir em virtude das inúmeras reclamações de famílias com crianças pequenas.

Museu de Cera Madame Tussaud

Em 2008, a filial de Madame Tussaud em Berlim se envolveu em uma polêmica quando um alemão de 41 anos passou por dois guardas e decapitou a estátua de cera de Adolf Hitler. Este ato foi um protesto, por estar exibindo o ditador ao lado de heróis dos esportes, cinema e outras figuras ilustres. Mais tarde, a pessoa admitiu que tinha feito aquilo para ganhar uma aposta.

O modelo original de Hitler foi exibido pela primeira vez em Londres em 1933 e este era frequentemente vandalizado e foi feita uma substituição em 1936 e desde então, era protegido por guardas. Em janeiro de 2016, a estátua de Hitler foi removida do museu de Londres em resposta a uma carta aberta enviada por um escritor do Jewish Journal of Greater Los Angeles, seguida por um apoio significativo por sua remoção nas redes sociais.

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Madame Tussauds em Washington

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Madame Tussauds em New York

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

São duas estátua de Pele em museus de Madame Tussauds

Museu de Cera Madame Tussaud

Madame Tussaud em Amsterdã

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Estátua de cera de Airton Sena, exposta no Museu Madame Tussaud em Tóquio

Museu de Cera Madame Tussaud

Estátua de cera de Neymar, exposta no Museu Madame Tussaud em Orlando

Museu de Cera Madame Tussaud

Bonecos de cera salvos do incêndio no museu de Londres em 19 de março de 1925

Imagens a seguir são da Câmara de Horrores no porão do museu de Londres

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Cena em que Anna Marie Tussoud foi obrigada a ir num cemitério de Paris atrás das cabeças do rei Luís XVI , Maria Antonieta e outros guilhotinados durante a Revolução Francesa para fazer a modelagem

Museu de Cera Madame Tussaud

A polêmica estátua de Adolf Hitler que foi retirada do museu de Londres

Museu de Cera Madame Tussaud

Museu de Cera Madame Tussaud

Lâmina de guilhotina original que decepou a cabeça de Maria Antonieta, sua família e outros durante a Revolução Francesa em 1793

Museu de Cera Madame Tussaud

As cabeças do rei Luís XVI, Maria Antonieta e outras, como foram expostas em praça pública durante a Revolução Francesa

Museu de Cera Madame Tussaud

Making off da cantora Lady gaga feito pelo Museu Madame Tussauds

Site oficial: www.madametussauds.com

Fontes: 1 2 3 4

“Aprenda com o ontem, viva para o hoje, acredite no amanhã. O importante é não parar de questionar!”. – Albert Einstein

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 854 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Este site é um projeto de um homem só, desenvolvido durante seu tempo livre, por favor, deixe um comentário do que achou do artigo. Ele será muito importante e também estou aberto a críticas construtivas.
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Museu

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Veja mais em Museu

Aula Museo Abejas del Valle, o museu das abelhas

Magnus Mundi22 de novembro de 2018

O navio sobre o penhasco em Jeongdongjin

Magnus Mundi22 de dezembro de 2017

Plastinarium, a morte vista em plastinação

Magnus Mundi6 de fevereiro de 2017

Heksenwaag, a casa de pesagem das bruxas de Oudewater

Magnus Mundi5 de dezembro de 2016

Hotel del Salto, na cascata dos suicidas

Magnus Mundi2 de julho de 2016

Huaca Pucllana, as ruínas de um templo no centro de Lima

Magnus Mundi8 de junho de 2016

Chihuly Garden and Glass, o fantástico mundo do vidro

Magnus Mundi5 de junho de 2016

O bizarro museu do excremento

Magnus Mundi1 de abril de 2016

Por trás das paredes do Museu Nacional de História Natural

Magnus Mundi25 de março de 2016

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up