Arte

O mundo despido de Spencer Tunick (NSFW)

O mundo despido de Spencer Tunick (NSFW)
spencer-tunick

Spencer Tunick

O fotógrafo americano Spencer Tunick é mundialmente conhecido por fotografar enormes grupos de pessoas nuas em público e a mais de 20 anos, ele consegue reunir centenas ou milhares de voluntários, que tiram suas roupas, ficando nuas para a lente de sua máquina fotográfica. Tunick já faz  ensaios desse tipo em mais de 74 países e em 90 “instalações“, como ele define os ensaios fotográficos.

Filho de fotógrafo, Tunick nasceu em 1967, na cidade de Middletown, estado de Nova Iorque e começou esse polêmico trabalho em 1986, quando tirou fotos de uma pessoa nua, num abrigo de ônibus em Londres. Em 1992, começou a fotografar pequenos grupos de até 10 pessoas em público e em 1994, reuniu 28 pessoas nuas em frente ao edifício das Nações Unidas em Manhattan, Nova Iorque, e dali em diante não parou mais e a quantidade de pessoas participantes só aumentou.

Por mais polêmico que o seu trabalho possa parecer, Spencer não tem problemas em conseguir pessoas dispostas a tirar suas roupas e serem fotografadas. Sua filosofia é que “as pessoas em massa, sem suas roupas, agrupados, metamorfoseiam em uma nova forma” Ele tem como objetivo criar uma arquitetura de carne, onde as massas de corpos humanos misturam se com a paisagem. Em alguns lugares, suas fotos misturam a arte com protestos, como em 2007, juntos com os ativistas do Greenpeace, na maior geleira europeia, para mostrar a relação do ser humano com o clima, ou em 2011, feitas no Mar Morto onde 1.000 pessoas participaram, com o intuito de retratar as condições precárias nos cuidados do local.

É considerado persona non grata, no estado que nasceu nos Estados Unidos e Tunick se mudou para a Europa após ser preso cinco vezes, entre 1994 e 1999, devido a problemas com a prefeitura de Nova Iorque. “Já cheguei a receber a polícia de Nova Iorque no meu estúdio, porque lá é ilegal trabalhar com o corpo nu e em 99 não conseguia mais suportar.” Comentou o fotógrafo. No Brasil, fotografou 600 pessoas na rampa do prédio da Bienal e nas dependências do Parque Ibirapuera em São Paulo, mas ficou frustrado com a pouca participação de mulheres no evento e comentou: “Por causa dos homens, elas [as mulheres] ficavam assustadas com a ideia de ficarem nuas. Uma coisa no Brasil que não fez sentido para mim na época, e que ainda não faz, é que a maior parte dos homens veio espontaneamente. As mulheres, em geral, tinham que pedir permissão para eles, marido ou namorado. E muitos deles disseram não. Parecia que os homens estavam no controle.

[wc_highlight color=”red”]Aviso: As fotos a seguir retratam corpos humanos nus, sem nenhum tipo de tarjas encobrindo órgãos genitais. A nudez é a peça central da arte de Tunick, portanto, se a nudez lhe ofender de alguma forma, não prossiga com a visualização da página.[/wc_highlight]

O mundo despido de Spencer Tunick

Geleira de Aletsch, na Suíca, como parte de uma campanha ambiental sobre o aquecimento global em agosto de 2007 | © Fabrice Coffrini / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Geleira de Aletsch, na Suíca, como parte de uma campanha ambiental sobre o aquecimento global em agosto de 2007 | © Fabrice Coffrini / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Geleira de Aletsch, na Suíca, como parte de uma campanha ambiental sobre o aquecimento global em agosto de 2007 | © Fabrice Coffrini / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Geleira de Aletsch, na Suíca, como parte de uma campanha ambiental sobre o aquecimento global em agosto de 2007 | © Fabrice Coffrini / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Spencer Tunick com um grupo de 100 pessoas num telhado em Barcelona na Espanha em junho de 2003 | © AP Photo / Pascual Gorriz

O mundo despido de Spencer Tunick

Na praça Max-Joseph-Platz, em Munique em junho de 2012, com 1.700 pessoas | © AP Photo / Lukas Barth

O mundo despido de Spencer Tunick

Na praça Max-Joseph-Platz, em Munique em junho de 2012, com 1.700 pessoas | © AP Photo / Lukas Barth

O mundo despido de Spencer Tunick

Na praça Max-Joseph-Platz, em Munique em junho de 2012, com 1.700 pessoas | © AP Photo / Lukas Barth

O mundo despido de Spencer Tunick

Na praça Max-Joseph-Platz, em Munique em junho de 2012, com 1.700 pessoas | © AP Photo / Lukas Barth

O mundo despido de Spencer Tunick

Estádio Ernst-Happel de Viena, em maio de 2008 | © AP Photo / Ronald Zak

O mundo despido de Spencer Tunick

19.000 pessoas na Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © Ronaldo Schemidt / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © AP Photo / Dario Lopez-Mills

O mundo despido de Spencer Tunick

Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © AP Photo / Dario Lopez-Mills

O mundo despido de Spencer Tunick

Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © Reuters / Daniel Aguilar

O mundo despido de Spencer Tunick

Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © AP Photo / Dario Lopez-Mills

O mundo despido de Spencer Tunick

Praça Zócalo na Cidade do México em maio de 2007 | © Reuters / Henry Romero

O mundo despido de Spencer Tunick

Quatrocentas e cinquenta mulheres ao redor do balcão de informações do Grand Central Terminal de Nova Iorque, em outubro de 2003 | © AP Photo / Jennifer Szymaszek

O mundo despido de Spencer Tunick

Loja de departamento Selfridges, Londres em abril de 2003 | © Reuters / John Pryke

O mundo despido de Spencer Tunick

Edifício Europarking em Amsterdã, junho de 2007 | © Reuters / Koen van Weel

O mundo despido de Spencer Tunick

Mulheres numa ponte invisível construída para a sessão de fotos em Amsterdã, junho de 2007 | © Reuters / Koen van Weel

O mundo despido de Spencer Tunick

Edifício Europarking em Amsterdã, junho de 2007 | © AP Photo / Evert Elzinga

O mundo despido de Spencer Tunick

Em Amsterdã, 3 de junho de 2007 | © AP Photo / Evert Elzinga

O mundo despido de Spencer Tunick

Vinhedos Bourgogne, perto de Macon na França em outubro de 2009, numa campanha da Greenpeace, para chamar a atenção sobre as alterações climáticas globais | © Jeff PACHOUD / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

Teatro Stadschouwburg na Belgica | © Reuters / Peter Maenhoudt

O mundo despido de Spencer Tunick

Em frente ao Museu Ehrenhof, em Duesseldorf, na Alemanha em agosto de 2006 | © Volker Hartmann / AFP / Getty Images

O mundo despido de Spencer Tunick

15.000 pessoas possam na montanha de Montjuich em Barcelona, em junho de 2003 | © Reuters / Albert Gea

O mundo despido de Spencer Tunick

Em frente a Sydney Opera House, na Austrália em março de 2010 | © Reuters / Tim Wimborne

O mundo despido de Spencer Tunick

5.200 pessoas em frente a Sydney Opera House, na Austrália em março de 2010 | © Reuters / Tim Wimborne

O mundo despido de Spencer Tunick

Em frente a Sydney Opera House, na Austrália em março de 2010 | © Reuters / Tim Wimborne

O mundo despido de Spencer Tunick

5.200 pessoas em frente a Sydney Opera House, na Austrália em março de 2010 | © Reuters / Tim Wimborne

O mundo despido de Spencer Tunick

Em frente a Sydney Opera House, na Austrália em março de 2010 | © Reuters / Tim Wimborne

O mundo despido de Spencer Tunick

Durante o evento de arte moderna “Biennale de Lyon”, no porto de Lyon em setembro de 2005 | © Jean-Philippe Ksiazek / AFP / Getty Images

Site do fotográfo: www.spencertunick.com

Fontes: 1 2 3

“Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia.” – William Shakespeare

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 377 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arte

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Arte

A arte biodegradável do suiço Saype

Magnus Mundi8 de setembro de 2018

Leão Oriental, a maior escultura de madeira do mundo

Magnus Mundi17 de março de 2018

The Kelpies, o monumento aos espíritos da água

Magnus Mundi9 de março de 2018

Michelangelo e a Capela Sistina

Magnus Mundi5 de fevereiro de 2018

Cristo Redentor, o símbolo do Brasil

Magnus Mundi12 de janeiro de 2018

Os desenhos escondidos de Michelangelo

Magnus Mundi12 de novembro de 2017

Colossos de Memnon, as estátuas que cantavam

Magnus Mundi13 de outubro de 2017

Fordite, as joias feitas com tinta

Magnus Mundi16 de setembro de 2017

Victor Noir, uma estátua com uma ereção post mortem

Magnus Mundi23 de julho de 2017