Estradas

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

Em 1910, um trem estava pronto para a primeira viagem entre St. Moritz, na Engadina (leste da Suíça), cruzando montanhas geladas até chegar na comuna de Tirano, na Itália, percorrendo a estrada de ferro de maior altitude do país, alcançando 2.253 metros acima do nível do mar, cruzando os mais belos cenários dos Alpes.

O trajeto conseguiu harmonizar a técnica com a natureza, e é considerado uma das viagens mais impressionantes do mundo. O viaduto Landwasser, faz parte da ferrovia, é um exemplo da obra espetacular de engenharia: ele tem cinco arcos, divididos em seis pilares. Ao todo, são 55 túneis, um atrás do outro e 102 pontes, uma jornada de 145 quilômetros, percorridos em quatro horas.

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

Construída entre 1906 e 1910 por alguns milhares de trabalhadores italianos, a linha férrea da montanha alpina de Bernina teve de enfrentar os desafios do inverno. Para os habitantes da região, o preço da passagem era muito caro, mas eles queriam a ferrovia rética, pois traria emprego e eletricidade, produzida por uma central especialmente construída para alimentar as locomotivas. O trem de Bernina Railway sobreviveu a duas guerras mundiais e às recessões depois das guerras.

Mas o destaque na ferrovia é o viaduto em espiral de Brusio, que faz uma curva de 360°. Ele está localizado em Brusio, distante 55 quilômetros de St. Moritz, no Cantão dos Grisões na Suíça, e foi construído para permitir que os trens possam ganhar elevação em uma distância relativamente curta. O viaduto tem 110 metros de comprimento, um raio de curvatura horizontal de 70 metros e inclinação longitudinal de 7%, é constituído por nove vãos em pedra a cada 10 metros e permite a elevação do trens em 20 metros.

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto de Brusio faz parte da seção de Bernina Railway entre Brusio e Campascio. O viaduto de pedra foi inaugurado em 1 de Julho de 1908, por ocasião da abertura da seção Tirano-Poschiavo da Bernina Railway. Em 1943, a totalidade dessa companhia ferroviária foi assumida pela Rhaetian Railway, que ainda possui e utiliza o viaduto espiral hoje. Em 2008, o Comitê da UNESCO inscreveu a Ferrovia Rética, com a linha de Albula e a linha da Bernina na lista do Patrimônio da Humanidade. Paralelamente faz parte do Inventário Suíço dos bens culturais de importância nacional e regional.

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

O viaduto em espiral Brusio na Suiça

Fontes: 1 2

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 386 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estradas

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo, Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, uma revista digital feita para pessoas que gostam de ler e saber mais profundamente sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como lendas, eventos e outros assuntos inusitados.

Veja mais em Estradas

Baldwin Street, considerada a rua mais inclinada do mundo

Magnus Mundi1 de junho de 2018

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Rodovia Transamazônica, uma estrada que liga nada a lugar nenhum

Magnus Mundi25 de julho de 2016

Gate Tower Building, o edifício atravessado por uma rodovia

Magnus Mundi16 de julho de 2016

Uma ferrovia no Nariz do Diabo

Magnus Mundi4 de junho de 2016

A ponte inusitada de Laguna Garzon

Magnus Mundi4 de fevereiro de 2016

Atlantic Ocean Road

Magnus Mundi4 de fevereiro de 2016

Route 66: A estrada sem destino

Magnus Mundi16 de novembro de 2015

Passage du Gois, a estrada das marés

Magnus Mundi5 de novembro de 2015
Scroll Up