Exóticos

Pamukkale, o castelo de algodão

Pamukkale, o castelo de algodão

O conjunto de piscinas termais de origem calcária dispostas em uma montanha de mais de 200 metros de altura, branca como neve, justifica o nome Pamukkale, que em turco quer dizer “castelo de algodão”. É um cenário único, que nos faz pensar que estamos em outro planeta. Perto dali, no mesmo complexo, na Antiguidade, os gregos, escolheram o lugar para fundar uma de suas principais cidades na Ásia Menor: Hierapolis, a “cidade dos deuses“, um resort devido as propriedades medicinais, quase milagrosas, das águas de Parmukkale, e o nome em homenagem a Hiera, esposa de Télefo, filho de Heracles, fundador da Dinastia Atálida. Mais tarde, a cidade foi ampliada graças aos espólios obtidos na batalha de Magnésia, em 190 a.C, quando Antioco, o Grande foi derrotado por Eumenes II (197 – 159 a.C.), em aliança com os romanos e Hierapolis transformou-se parte do Reino de Pérgamo.

Pamukkale_000

Vista de longe, Pamukkale parece uma montanha de neve. Mas não se engane, as temperaturas por ali superam facilmente os 40ºC durante o verão. O famoso “castelo de algodão” surgiu devido à precipitação de carbonato de cálcio vindo das águas quentes da montanha e que dão origem às piscinas e terraços termais conhecidas como travertinos. As incríveis sacadas petrificadas e cheias de águas azuis são algo para se admirar sem pressa para ir embora. A visita nesta área só é permitida sem sapatos e, para garantir que isso seja cumprido, vários “guardas” com apitos estão prontos para entrar em ação. Os visitantes ainda podem entrar – e até mesmo nadar – em algumas dessas piscinas, que estão cada vez mais restritas devido à multidão que vai ao local diariamente. É sem dúvida uma experiência interessante, embora a água seja bastante quente e turva por causa da concentração de carbonato de cálcio.

Pamukkale_001

Pamukkale está no sudoeste da Turquia, no vale do rio Menderes, distante 650 km ao sul de Istambul e 230 km ao leste de Izmir. A maior cidade ali nas redondezas é Denizli, há 75 km, onde pode-se chegar de avião ou ônibus. É bem provável que a grande distância entre centros maiores tenha sido a responsável por preservar Pamukkale, que apesar de receber turistas há séculos, tem-se mantido praticamente intacta. Algumas intervenções foram tomadas visando a continuidade do patrimônio, dentre elas a proibição às piscinas em cascata – que à propósito, tem o acesso super perigoso. Em substituição à estas, foram construídas piscinas – muito bem inseridas no contexto, que gozam da mesma água corrente e paisagem das demais. Ao longo de sua história, Pamukkale sempre recebeu a visita de ilustres personagens, como Cleópatra, Júlio César e diversos outros imperadores romanos, que buscavam descanso e bem estar na principal estância termal da região. Em meados do século 20, hotéis foram construidos sobre as ruínas de Hierapolis causando danos consideráveis e quando a área foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1988, os hotéis foram demolidos e substituídos por piscinas artificiais.

Pamukkale_016

Pamukkale_018

Pamukkale_002

Pamukkale, Denizli, Türkiye (Pamukkale, Denizli, Turkey)

Pamukkale_004

Pamukkale_005

Pamukkale_006

Pamukkale_007

Pamukkale_008

Pamukkale_009

Pamukkale_010

Pamukkale_011

Pamukkale_012

Pamukkale_013

Pamukkale_014

Pamukkale_015

Ruínas de Hierapolis

Pamukkale_022

Pamukkale_023

Pamukkale_019

Pamukkale_020

Pamukkale_21

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 400 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Veja mais em Exóticos

Passadiços do Paiva, uma caminhada pela natureza

Magnus Mundi11 de julho de 2019

McGuire Irish Pub, o pub irlandês de um milhão de dólares

Magnus Mundi1 de junho de 2019

Salar de Uyuni, o grande deserto de sal

Magnus Mundi2 de maio de 2019

Cuexcomate, o umbigo do diabo

Magnus Mundi30 de abril de 2019

Desierto Florido, a floração no deserto do Atacama

Magnus Mundi16 de abril de 2019

La Geria, os vinhedos inusitados de Lanzarote

Magnus Mundi12 de abril de 2019

Ilha Palmerston, onde os habitantes descendem de um único homem

Magnus Mundi5 de abril de 2019

Jal Mahal, o palácio da água da Índia

Magnus Mundi22 de março de 2019

As cataratas inundadas do Guairá

Magnus Mundi16 de fevereiro de 2019

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up