Engenharia

Os elevadores inclinados de barcos da Polônia

Os elevadores inclinados de barcos da Polônia

O Canal Elblag situado ao norte da Polônia tem aproximadamente 84,2 quilômetros de extensão, sendo o canal mais longo navegável ainda em uso no país e liga o Lago Druzno ao norte ao Lago Jeziorak, passando pelas cidades de Ilawa, Ostróda e Elblag. O canal tem mais de 150 anos e foi projetado para conectar a antiga Prússia Oriental ao Mar Báltico, e era utilizado para o transporte de alimentos e madeira.No início do século 20, o desenvolvimento de redes ferroviárias e transporte rodoviário, reduziu sua importância, tornando se atualmente uma rota turística e para fins esportivos. Em 2007, num plebiscito, o canal foi escolhido como uma das sete maravilhas do país.

Uma das singularidade do Canal Elblag decorre da escolha peculiar de engenharia para resolver uma seção particularmente difícil no trajeto, onde a diferença nos níveis de água é de cerca de 100 metros. Esta seção especial tem cerca de 10 quilômetros de extensão e está localizado entre o Lago Druzno e o Lago Piniewo. Se fosse mais extenso, a diferença de altitude seria resolvido com a construção de barragens e eclusas, mas num trecho tão curto, a navegação se tornaria praticamente inviável.

E assim o engenheiro alemão Georg Jako Steenke (1801-1884) projetou e construiu entre 1844 e 1860, por ordem de Frederico Guilherme II, rei da Prússia, um sistema onde os barcos são colocados sobre carretas que correm sobre trilhos e são puxados por cabo de aço num plano inclinado. O sistema foi inspirado em um similar que existiu nos Estados Unidos, o Canal Morris, que foi fechado em 1924.

Um barco ainda na água, se posiciona sobre a carreta que em seguida será puxada para cima ou para baixo em terra para um outro nível e quando chega a esse nível, faz o trabalho inverso, saindo da carreta que estará submersa. Os planos inclinados têm dois trilhos paralelos, de modo que é possível fazer subir um barco enquanto uma outra carreta desce, contrabalanceado o sistema. Grandes rodas d’água que aproveitam a energia hidráulica é que fazem os cabos das plataformas se moverem.

São cinco planos inclinados ao longo do antigo Oberländischer Kanal, chamadas Buczyniec, Katy, Olesnica, Jelenie e Calony Nowe. Os barcos só passam por esses planos se tiverem as seguintes medidas máximas: 24,48 metros de comprimento por 2,98 de largura e 1,1 metros de calado. A carga máxima é de cerca de 50 toneladas. Desde 1945, o canal está em território polonês. Após sofrer sérios danos durante a II Guerra Mundial, foi restaurado e reaberto para fins turísticos em 1948. Elblag foi tombado pela UNESCO em 1986.

Fontes: 1 2 3

“Tudo o que o homem não conhece não existe para ele. Por isso, o mundo tem para cada um o tamanho que abrange o seu conhecimento”. – Carlos Bernardo González Pecotche

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 186 vezes

Deixe seu comentário! Faça nosso trabalho valer a pena!
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Engenharia

Me chamo Julio Cesar e sou o idealizador do site Magnus Mundi, um espaço para compartilhar informações sobre lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora.

Veja mais em Engenharia

Mail Rail, o correio subterrâneo de Londres

Magnus Mundi11 de agosto de 2017

Xian Ming Wall, às muralhas de Xian

Magnus Mundi8 de abril de 2017

Pozzo di San Patrizio na Itália

Magnus Mundi11 de dezembro de 2016

Bierpinsel, o prédio bizarro de Berlim

Magnus Mundi20 de julho de 2016

Prora, resort nazista que nunca teve um hóspede

Magnus Mundi18 de julho de 2016

Gate Tower Building, o edifício atravessado por uma rodovia

Magnus Mundi16 de julho de 2016

O deslizamento que tremeu a Terra em Utah

Magnus Mundi15 de julho de 2016

Uma ferrovia no Nariz do Diabo

Magnus Mundi4 de junho de 2016

Kiruna, a cidade sueca que vai ter que se mudar

Magnus Mundi30 de maio de 2016