Flora

O túnel do cogumelo em Mittagong

O túnel do cogumelo em Mittagong

Embaixo de uma encosta ao lado do monte Gibraltar, entre Mittagong e Bowram em Nova Gales do Sul, na Austrália, encontra-se um túnel ferroviário em desuso. Este túnel foi construído em 1866 para abrigar uma única via férrea e usado até 1919, quando um novo túnel maior com dupla via foi construído ao lado. Durante a década de 1940, foi usado como depósito de munição da Real Força Aérea Australiana e depois permaneceu abandonado até 1953, quando se começou a cultivar cogumelos no túnel e se tornou umas das primeiras fazendas de cogumelos cultivados da Austrália.

O túnel de cogumelo em Mittagong

Em 1987, Noel Arrold, um microbiologista e especialista em cogumelos assumiu a fazenda e começou a produzir novas variedades de cogumelos para o mercado australiano. Ele estudou o cultivo de cogumelos em diversos países e acabou se fixando na Austrália e cultivando-os comercialmente. A primeira variedade cultivada foi o cogumelo marrom suíço, seguidos por variedades exóticas asiáticas – Shitake, Oyster, Shimejii e Wood EAr. Estes cogumelos se adaptaram bem e prosperaram no ambiente fresco, úmido e mal iluminado do túnel, que se assemelha às condições que ocorrem nas florestas montanhosas da China, Japão e Coreia, onde esses fungos ocorrem in natura.

O túnel com o cultivo de cogumelos tem aproximadamente 650 metros de comprimento e cerca de 30 metros de profundidade. Perfurado em rocha sólida e privado da luz solar, a temperatura se mantém constante em 15° Celsius. Luzes fluorescentes são acessa às cinco horas da manhã e desligadas doze horas depois, todos os dias.

O túnel de cogumelo em Mittagong

Noel Arrold

Noel explica que os cogumelos são fungos, uma família que inclui míldio e bolor e no passado, os biólogos achavam que os fungos eram plantas. Mas os fungos não produzem alimento por meio da fotossíntese, como a maioria das plantas. Podem crescer no escuro e segregam enzimas fortes que transformam matéria orgânica em nutrientes básicos, os quais absorvem como alimento. Seu processo digestivo peculiar também os distingue dos animais. Visto que os fungos não são plantas nem animais, os biólogos hoje os colocam numa classe à parte – o reino dos fungos.

O túnel de cogumelo em Mittagong

Há registros de consumo de cogumelos no Egito Antigo, e eram considerados uma iguaria pelos faraós e, com o tempo, se tornaram exclusivamente da família real. Os romanos chamavam de alimentos dos deuses e os serviam apenas em ocasiões especiais. Os gregos antigos realizavam banquetes de cogumelos e acreditavam que esses fungos fortaleciam os guerreiros para as batalhas. Atualmente, não é mais uma exclusividade de pessoas abastadas e sim, um alimento apreciado por pessoas de todo o mundo. Na natureza, cogumelos maduros liberam milhões de pequenos esporos que se misturam com os esporos de outros cogumelos e germinam. Se os esporos caem num lugar frio e úmido com muito alimento, eles podem formar novos cogumelos. Produtores procuram reproduzir esse processo sob condições controladas para aumentar a quantidade e a qualidade da colheita.

O túnel de cogumelo em Mittagong

A esquerda, a entrada principal do túnel

Nem todos os cogumelos crescem sob a mesmas condições. O champignon, a variedade de cogumelo mais comum do mundo, cresce melhor em adubo orgânico pasteurizado. Outras variedades crescem em sacos de resíduos vegetais, garrafas de grãos, pedaços de árvores ou toras feitas de serragem prensada. Das milhares de espécies conhecidas de cogumelos, somente cerca de 60 são cultivadas para fins comerciais. A fazenda de Noel Arrold, a Li Sun Exotic Mushroom produz aproximadamente 1.500 quilos de cogumelos por semana, produção pequena se comparada com outras que produzem vinte toneladas por semana. Noel comenta que sua fazenda é de alto valor e seus cogumelos são cultivados livres de produtos químicos e baixa energia.

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Nameko

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Swiss Brown

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Chestnut e Enoki

O túnel de cogumelo em Mittagong

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Oyster Rosa

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Oyster Amarelo

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Shimejii

O túnel de cogumelo em Mittagong

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Chestnut

O túnel de cogumelo em Mittagong

Cogumelo Shitake

Site oficial: Li Sun Exotic Mushrooms

Fontes: 1 2 3

“Tudo o que o homem não conhece não existe para ele. Por isso, o mundo tem para cada um o tamanho que abrange o seu conhecimento”. – Carlos Bernardo González Pecotche

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 75 vezes

Deixe seu comentário! Faça nosso trabalho valer a pena!
Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flora

Lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Veja mais em Flora

Sequoias, o início da destruição

Magnus Mundi2 de abril de 2017

Carvalho do Noivo: A árvore com seu próprio endereço postal

Magnus Mundi12 de março de 2017

Grande Árvore de Banyan

Magnus Mundi22 de fevereiro de 2017

Wadi Dawkah, a terra do Frankincense

Magnus Mundi1 de fevereiro de 2017

Pando, o gigante tremulo

Magnus Mundi21 de janeiro de 2017

A rara orquídea cara de macaco

Magnus Mundi7 de janeiro de 2017

A pequena árvore do lago das fadas

Magnus Mundi1 de dezembro de 2016

Coco-do-mar, a maior semente do mundo

Magnus Mundi18 de novembro de 2016

Abricó de macaco, a árvore das bolas de canhão

Magnus Mundi25 de outubro de 2016