Festas e Eventos

La Fetê du Citron, o festival do limão de Menton

La Fetê du Citron, o festival do limão de Menton

Menton, apelidada de Cité des Citrons (Cidade dos Limões), é uma localidade francesa situada na região de Provença, na Côte d’Azur, quase na fronteira italiana, a meio caminho da cidade italiana de Ventimiglia e o principado de Mônaco. A cidade também é conhecida como “A pérola da França”.

De 1346 a 1848, a cidade de Menton foi um distrito de Mônaco, depois por um breve período, também pertenceu à Sardenha, e em 1860, após um referendo, o povo escolheu integrar de vez a região a França. Durante a Segunda Guerra Mundial foi ocupada pela Itália (1940 a 1943).

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Menton é conhecida por sua produção de limão, e tem feito isso, desde o século 15 e hoje é a maior produtora da fruta do continente europeu. Desde 1928, ela sedia o glorioso La Fête du Citron, ou Festival do Limão, um festival anual, sendo o segundo evento mais popular da Riviera Francesa, logo após o Carnaval de Nice.

O festival atrai 240.000 visitantes de todo o mundo e é um evento espetacular que usa mais de 140 toneladas de frutas cítricas, incluindo limões e laranjas. As frutas cítricas são utilizadas para a criação de carros alegóricos e displays coloridos dispostos por toda a cidade.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Existe uma lenda local, sobre a origem da cidade e porque do limão ser seu simbolo: Eva, expulsa do Eden com Adão, levou com ela uma fruta “dourada”. Adão, temendo a cólera divina, pediu que ela jogasse fora este fruto. Depois de terem atravessado montanhas, vales e planícies, eles avistaram a baia de “Garavan”. O clima tropical, a vegetação luxuriante, lembravam o paraíso que deixaram para trás. Ela, então, enterrou o limão neste local. E daí nasceu o pequeno paraíso de Menton.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

O limão de Menton se distingue entre seus primos italianos e espanhóis e demais. São muitas a variedades de limões cultivadas nas terras de Menton: Santa Theresa, Villafranca, Euráka, etc… Sua forma é mais oval que redonda e se caracteriza por ramos de grande quantidade de frutos, capazes até de chegaram a quinze frutos por ramo quando a maioria dos limoeiros ao máximo de cinco frutos por ramo. O solo desta região indica que estes limões são muito ricos em ácidos e em essências e têm uma casca de forte textura e cheiro.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Muitos agricultores cultivam frutas cítricas na região, particularmente em Menton, Roquebrune, Sainte-Agnès e Castellar, devido ao clima propicio. A cada ano são produzidas aproximadamente 150 toneladas de limões. A Prefeitura e a Secretaria de Agricultura local incentivaram o desenvolvimento desta cultura com o plantio de mais de cinco mil árvores nos anos 1990.

Também a vinda de novos agricultores foi impulsionada pela prefeitura, que colocou à disposição destes agricultores terrenos para que eles possam explorar esta atividade, o que incentivou também o desenvolvimento de restaurantes, bares, docerias e afins.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Em 1928, o Hotel Riviera teve a ideia de organizar uma exposição privada de frutas cítricas em seus jardins e o sucesso foi tanto que no ano seguinte, o município continuou com a exposição e desde então, em fevereiro, se celebra a grande Festa do Limão (Fête du Citron), que dura três semanas.

Milhares de limões, laranjas, pomelos, tangerinas e todo tipo imaginável de frutas cítricas são usados para construir diferentes mosaicos e esculturas criativas para comemorar este grande festival. São mais de 400 pessoas uqe contribuem na criação de belas paisagens, exibições e imagens únicas, a fim de criar uma atração única, envolvendo as frutas cítricas.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Esculturas gigantescas, compostas de composição cítrica e floral, são as protagonistas dos Jardins Biovés. Há também desfiles noturnos e carros alegóricos cheios de frutas cítricas, bem como bailarinos e grupos folclóricos, ao longo da Promenade on Soleil .

Todos os anos, a La Fetê du Citron tem um tema diferente, e em 2006, foi a vez do Brasil ser homenageado. Em 2019 será a 86ª edição, começando em 16 de fevereiro e terminando em 3 de março, com o tema chamado “Des Mondes Fantastiques” (Mundo Fantástico).

Festival do Limão, na Côte d'Azur

A festa se divide em quatro eventos principais: a Exposition de motifs géants en argrumes (exposição das esculturas gigantes de frutas cítricas), Corsos des fruites d’or (desfiles de carros alegóricos), Corsos nocturnes (desfiles noturnos) e o Jardin de Lumières (exposição noturna das esculturas com festa, música e o jardim iluminado).

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Vale lembrar que o desperdício de frutas com essa festa é praticamente zero, já que as frutas não são danificadas na montagem das esculturas, pois são afixadas por elásticos. Depois do evento todas essas frutas são transformadas em geleia nas diversas fábricas artesanais da cidade. As geleias de Menton são distribuídas e apreciadas em toda a França. Muitas delas também são vendidas a preços muito baixos ou são doadas.

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Festival do Limão, na Côte d'Azur

Site Oficial: www.fete-du-citron.com

Crédito das imagens, do festival de 2016: AVAX.NEWS

Artigo publicado originalmente em março de 2016

Fonte: 1 2

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 936 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Faça nosso trabalho valer a pena. Deixe seu comentário!

Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Festas e Eventos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo/SC. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, um site sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como histórias inusitadas de pessoas, lendas, eventos e outros assuntos interessantes.

Veja mais em Festas e Eventos

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Magnus Mundi20 de outubro de 2018

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Dragon Escalator, a escada rolante do dragão na China

Magnus Mundi13 de janeiro de 2018

A celebração de Natal na Rússia

Magnus Mundi22 de dezembro de 2017

A árvore de Natal do Monte Ingino

Magnus Mundi21 de dezembro de 2017

A batalha das fogueiras da Holanda

Magnus Mundi20 de novembro de 2017

A casa da abóbora de Kenova

Magnus Mundi31 de outubro de 2017

Rios de sangue da Eid al-Adha, em Bangladesh

Magnus Mundi6 de outubro de 2017

Gävle Goat, a cabra vandalizada da Suécia

Magnus Mundi24 de dezembro de 2016

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up