Exóticos

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

Ilha Maurício ou República de Maurício é um país insular no Oceano Índico, a cerca de 2.000 quilômetros da costa sudeste do continente africano. Maurício é uma ilha relativamente jovem comparada a grande parte do mundo, e foi formada há cerca de 8 milhões de anos (para contextualizar isso, a própria Terra é 500 vezes mais velha – em torno de 4,6 bilhões de anos). A atividade vulcânica sob o oceano foi a causa da formação da ilha, juntamente com outras ilhas como a Ilha da Reunião .

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

O país inclui as ilhas de Maurício e Rodrigues, e as ilhas exteriores (Agalega e as ilhas Cargados Carajos, conhecida oficialmente como Saint-Brandon).  Maurício foi descoberta pelos árabes em 975 depois de Cristo, e desde então várias nações se apossaram do lugar: primeiro os portugueses entre 1507 e 1513 e depois revezou períodos de sucessão e colonização entre os franceses, holandeses e ingleses. Somente em 1968 a ilha se tornou uma república.

Este grupo de ilhas agora se encontra sobre o que é conhecido como Planalto Submarino ou Ocean Shelf. Esta plataforma não é mais profunda do que 150 metros abaixo do nível do mar e é a maior do seu tipo no mundo. No entanto, o “drop-off” da borda desta plataforma mergulha a profundidades de mais de 4000 metros no abismo.

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

Localizada na ponta sudoeste da ilha, há uma região conhecida como península de Le Morne Brabant, que é um Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2008. Ali você vai encontrar uma ilusão fascinante: quando vista de cima, uma enxurrada de depósitos de areia e lodo sendo forçado a sair do planalto pelas correntes oceânicas cria a impressão de que existe uma cachoeira debaixo d’água. Imagens de satélite (como a do Google Maps abaixo) são igualmente dramáticas, onde podemos ver um vórtice aparentemente subaquático na costa deste paraíso tropical.

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

O morro proeminente da ilha foi usado durante muito tempo como abrigo por escravos foragidos que formavam pequenas povoações nas grutas e no cume de Le Morne, que assim passou a ser uma espécie de símbolo da luta dos escravos pela liberdade, entre 1834 e 1920. Exatamente por isso a Ilha Maurício, que era uma importante porto de parada no antigo comércio de escravos, ganhou o apelido de “Terra dos Quilombolas“, devido ao grande número de escravos foragidos que viviam em Le Morne.

O país tem cerca de 1,2 milhão de habitantes, sendo as mais populosas as cidades de Port Louis (148,780), Beau Bassin (108,685), Vacoas-Phoenix (105,602), Curepipe (82,904) e Quatre Bornes (79,857), segundo dados de 2005.

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

A ilusão da cachoeira submersa na Ilha Maurício

Artigo publicado originalmente em maio de 2015

Fontes: 1 2

“Não alcançamos a liberdade buscando a liberdade, mas sim a verdade. A liberdade não é um fim, mas uma consequência”. – Liev Tolstoi

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 1325 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exóticos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo, Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, uma revista digital feita para pessoas que gostam de ler e saber mais profundamente sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como lendas, eventos e outros assuntos inusitados.

Veja mais em Exóticos

As cataratas inundadas do Guairá

Magnus Mundi8 de outubro de 2018

Puerto Chicama, lugar das ondas mais longas e perfeitas do mundo

Magnus Mundi22 de setembro de 2018

Carmel, a cidade de contos de fadas

Magnus Mundi9 de setembro de 2018

Skull Rock, a ilha da caveira da Austrália

Magnus Mundi1 de julho de 2018

Gocta, a catarata escondida do Peru

Magnus Mundi15 de junho de 2018

Ko Panyi, aldeia flutuante da Tailândia

Magnus Mundi26 de maio de 2018

El Totumo, diversão na lama vulcânica

Magnus Mundi25 de maio de 2018

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Santuário de Las Lajas, a igreja do abismo

Magnus Mundi23 de março de 2018
Scroll Up