Inusitados

A solitária capela dentro do vulcão de Santa Margarida

A solitária capela dentro do vulcão de Santa Margarida

Santa Margarida é um vulcão freatomagmático (erupção vulcânica resultante da interação de magma com água) localizado na comarca espanhola de Garrotxa, na Catalunha. Cerca de 11.500 anos atrás, a crosta terrestre se abriu e despejou milhões  de toneladas de magma, que se acumularam em uma colina com um perímetro de dois quilômetros e uma altura de 682 metros, que faz parte do Parque Nacional da Zona Vulcânica de Garrotxa.

No topo desta colina formou-se uma ampla cratera circular, cujo superfície hoje é acarpetado por grossas ervas e arbustos, enquanto os flancos do vulcão são cobertos de azinheiras, uma árvore típica da região, que estão sempre verdes e compondo uma floresta densa. Em meio a isso, solitária no meio da cratera, ergue-se uma pequena eremida.

Por eremida, podemos entender ser tratar de uma pequena igreja ou capela, normalmente localizada fora das povoações ou em lugares isolados. Não se sabe muito sobre a capela de Santa Margarida, após o qual o vulcão foi nomeado, excedo que o edifício foi destruído durante o terremoto de 1428 na Catalunha, sugerindo que ela foi construída pela primeira vez pelo menos 600 anos atrás e também se sabe que o atual prédio foi reconstruído em 1865.

O campo vulcânico de Garrotxa (também conhecido como campo vulcânico de Olot) do qual Santa Margarida é uma parte, situa-se aproximadamente noventa quilômetros ao norte de Barcelona. O campo consiste de cerca de quarenta cones vulcânico, nenhum dos quais está ativo, com a última erupção ocorrendo há cerca de 11.000 anos. Ao contrário da maioria dos vulcões que surgem repetidamente, o campo de Garrotxa é um campo vulcânica monogenético, conde cada vulcão entra em erupção apenas uma vez. A região ainda é sismicamente ativa e ocasionais choques de terremotos são sentidos na região. O terremoto de 1428, foi excepcionalmente grande, causando danos a muitos edifícios e vinte mortes em Barcelona.

Fontes: 1 2

“A lei de ouro do comportamento é o respeito mútuo, já que nunca pensaremos todos da mesma maneira e que não vemos senão uma parte da verdade e sob ângulos diferentes”. – Mahatma Gandhi

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 1799 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inusitados

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo, Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, uma revista digital feita para pessoas que gostam de ler e saber mais profundamente sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como lendas, eventos e outros assuntos inusitados.

Veja mais em Inusitados

Como uma ponte de Londres foi parar na América

Magnus Mundi12 de outubro de 2018

A floresta fantasma de Neskowin

Magnus Mundi10 de outubro de 2018

Shōwa-shinzan, a montanha que o Japão escondeu do mundo

Magnus Mundi6 de outubro de 2018

Os moradores das copas das árvores da floresta de Hambach

Magnus Mundi3 de outubro de 2018

Corippo, a aldeia que se transformará em hotel

Magnus Mundi3 de outubro de 2018

Monte Kali, a montanha branca de sal

Magnus Mundi27 de setembro de 2018

Dogon, o povo das estrelas que vive nas escarpas Bandiagara

Magnus Mundi28 de julho de 2018

Skull Rock, a ilha da caveira da Austrália

Magnus Mundi1 de julho de 2018

Os moinhos em cascata de Folón e Picón

Magnus Mundi22 de junho de 2018
Scroll Up