Festas e Eventos

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

A Sex Mountain é um local remoto da Indonésia, visitado por milhares de “peregrinos”, que se entregam a relações sexuais com desconhecidos para conseguirem sorte na vida! Comerciantes, governantes, homens casados, donas de casa, prostitutas, viajam todos os anos até o topo de Kemukus Mount, conhecida como “Montanha do Sexo”, para terem relações sexuais com pessoas que não conhecem. Muitos vão atrás de sexo fácil, mas a maioria das pessoas levam o ritual a sério para alcançarem sucesso financeiro, conseguirem um emprego, encontrarem uma companhia, terem filhos, etc…

Trata-se de um ritual religioso que, segundo quem frequenta, trará riqueza, sorte e prosperidade para as pessoas que repetirem o ritual de 35 em 35 dias, durante sete vezes consecutivas. A montanha se localiza na aldeia de Pendem, Distrito Sumberlawang, Sragen, a 28 quilômetros a nordeste da cidade de Solo, centro da ilha de Java, na Indonésia.

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Portaria do santuário

O ritual teve início baseado numa lenda local do século 16, sobre o príncipe Pangeran Samodro, filho de um rei javanês, e sua madrasta Nyai Ontrowulan. Eles tinham um caso amoroso e foram descobertos, fugiram juntos para Gunung Kemukus, mas foram perseguidos e mortos quando estavam tendo relações sexuais e enterrados no cume da montanha. Como o príncipe e sua amada não concluíram o ato sexual, acredita-se que se a pessoa fizer algo ainda mais vergonhoso no local onde eles foram enterrados, como fazer sexo adúltero, será abençoada e terá sucesso naquilo que desejar.

Apesar de a religião no país se predominantemente muçulmana, a tradição sexual na montanha é aceito por muitos, inclusive pelas autoridades, pois o país tem um sistema religioso que combina muitas religiões, com influências islâmicas, budistas e hindus, conhecido popularmente como kejawen, onde as pessoas acreditam que existem forças espirituais em tudo, desde rochas a animais, algo parecido com o que acontece na Índia, onde às pessoas acreditam em milhares e milhares de deuses.

O ritual é um segredo muito bem guardado na Indonésia e o governo não gosta muito de alardes sobre o assunto. O ritual começou a receber críticas a a partir do início do século 19, quando a população cresceu e o islamismo progressivamente se tornou mais dominante no país.

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Comunidade que praticamente vive em função do ritual do sexo

Conforme a tradição, para o ritual funcionar, o sexo só poderá ser feito após a meia noite de uma sexta feira auspiciosa conhecida como Jumat Pon (dia da morte do príncipe e sua amante), quando a sexta feira do calendário gregoriano (moderno) sobrepõe os cinco dias do antigo calendário javanês. Não é fácil chegar ao local do santuário, e precisará estar em boa forma para subir 175 degraus de escadas íngremes. No início do ritual, as pessoas fazem orações e oferecem flores e incensos no túmulo de Pageran Samodro e Nyai Ontrowulan, em seguida devem se banhar em uma fonte sagrada na montanha e receber a bênção de um xamã local.

Depois se reúnem, sentando-se em esteiras em torno de grandes figueiras e aguardam a hora certa de irem atrás de uma pessoa estranha, e ter relações sexuais com essa pessoa. “No ritual de Gunung Kemukus, as pessoas têm que ter relações sexuais com alguém que não é seu marido ou esposa, essa pessoa tem que ser um completo estranho, alguém que nunca conheceu antes“, diz Koentjoro Soeparno, professor de sociologia na Universidade de Gajah Mada, em Yogyakartax, na Indonésia.

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Já houve dias de Jumat Pon de ter mais de 10.000 pessoas no santuário. A predominância é de homens, mas muitos não conseguem parceiras e terão que tentar novamente, 35 dias depois

De acordo com o ritual, depois de terem feito sexo pela primeira vez, o casal precisa repetir a relação sexual sete vezes seguidas, num espaço de tempo de 35 dias entre cada uma delas, portanto o relacionamento entre eles dura quase um ano. Tradicionalmente, as pessoas faziam sexo ao ar livre, mas com o crescente interesse pelo ritual, chegando a subir a colina, mais de 10.000 pessoas numa única noite de sexta feira, foram construídos dezenas de barracos de bambu improvisados e quartos paupérrimos, e isso acabou aumentando a prostituição no local.

Como o parceiro não precisa ser necessariamente alguém casado, prostitutas e garotos de programas fazem plantão em locais estratégicos da montanha. Esse sucesso todo, despertou o interesse do governo local que acabou construindo uma portaria no acesso e cobrando ingresso, bem como taxas de estacionamento.

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Santuário islâmico Gunung Kemukus

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Uma das etapas do ritual é se banhar numa fonte sagrada. Em virtude da quantidade de participantes, atualmente o banho se restringe a um balde de água da fonte na cabeça

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Comunidade que se estabeleceu na base da colina, onde os habitantes são a maioria prostitutas que vivem em função do ritual

Gunung Kemukus, a montanha do sexo

Local dos túmulos de Pageran Samodro e Nyai Ontrowulan

Fontes: 1 2 3 4

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem)

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 877 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Festas e Eventos

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Festas e Eventos

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Dragon Escalator, a escada rolante do dragão na China

Magnus Mundi13 de janeiro de 2018

A celebração de Natal na Rússia

Magnus Mundi22 de dezembro de 2017

A árvore de Natal do Monte Ingino

Magnus Mundi21 de dezembro de 2017

A batalha das fogueiras da Holanda

Magnus Mundi20 de novembro de 2017

A casa da abóbora de Kenova

Magnus Mundi31 de outubro de 2017

Rios de sangue da Eid al-Adha, em Bangladesh

Magnus Mundi6 de outubro de 2017

Gävle Goat, a cabra vandalizada da Suécia

Magnus Mundi24 de dezembro de 2016

Dia dos Mortos, quando o México se enche de vida

Magnus Mundi30 de outubro de 2016