Flora

Hedge Meikleour Beech, a fileira de árvores mais alta e longa do mundo!

Hedge Meikleour Beech, a fileira de árvores mais alta e longa do mundo!

A fileira mais longa de árvores e a mais alta do mundo é a “Hedge Meikleour Beech” que está localizado na rodovia A93, a cerca de 18 km ao norte da cidade de Perth e 6 km ao sul da cidade de Blairgowrie, na Escócia.

Crédito foto: https://www.flickr.com/photos/tourscotland/6522163011/

“Hedge” quer dizer cercas entrelaçadas, como cercas vivas ou fileira de arbustos ou árvores e são plantadas assim para evitar a erosão do solo, fornecer abrigo contra o vento, demarcar propriedades ou servir como fortificação.

Já a “Hedge Meikleour Beech” é uma parede sólida de árvores de faia (Fagus sylvatica) que tem 36 metros de altura na sua extremidade norte e 24 metros de altura na outra extremidade, com uma altura média de mais de 30 metros, o que a torna a mais alta do mundo, tal como é reconhecido pelo Guinness Book of Records . É também a mais longa fileira de árvores juntas do mundo, com 530 metros de comprimento.

Crédito foto: https://www.flickr.com/photos/tourscotland/6522149489/

Esse conjunto de árvores foi plantada em 1745 por Robert Murray Nairne e sua esposa Jean Mercer, na propriedade chamada “Meikleour House”, na extremidade oriental do terreno. A história da mais longa e alta fileira de árvores do mundo começa quando o rei católico Jaime II da Inglaterra e que era rei também da Escócia e Irlanda, deposto em 1685 e exilado na França, tentou voltar ao poder e com ele havia um movimento político chamado “Jacobita” que tinha por objetivo restaurar o poder da igreja católica e o retorno dos herdeiros da família Stuart ao trono da Inglaterra. Robert M. Nairne era um simpatizante Jacobita e esse movimento sofreu uma derrota esmagadora na Batalha de Culloden em 1746, onde Robert M. Nairne acabou sendo morto.

Crédito foto: https://www.flickr.com/photos/tourscotland/6522168821/

Devastada pela morte de seu marido, sua esposa Jean Mercer decidiu deixar as árvores de faia recém-plantadas crescem até o céu “in memoriam” do marido e dos amigos perdidos. Jean Mercer providenciou para que nenhum herdeiro ou proprietário subsequente impedisse que a “Hedge Meikleour Beech” crescesse livremente.

Crédito foto: https://www.flickr.com/photos/lhoon/62853130/

Atualmente a propriedade é alugada e gerenciada pela empresa “Meikleour Trust” que também mantém o hedge. Ele apenas é podado a cada 10 anos por uma equipe de quatro homens que usam um elevador hidráulico e equipamentos de corte de mão, num processo que leva seis semanas para ser concluído.

Crédito foto: http://www.panoramio.com/photo/35805765

Fonte: 1 2

Visualização: 344 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flora

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Flora

A árvore leprosa de Malawi

Magnus Mundi21 de junho de 2018

Crooked Forest, misteriosa floresta da Polônia

Magnus Mundi26 de fevereiro de 2018

Hallerbos, a floresta azul da Bélgica

Magnus Mundi24 de dezembro de 2017

Flor-cadáver, a imensa flor rara e fedorenta

Magnus Mundi7 de dezembro de 2017

A Árvore de Ténéré, a árvore solitária

Magnus Mundi25 de novembro de 2017

Arboescultura, a arte de moldar a natureza

Magnus Mundi18 de setembro de 2017

As barragens de kauri da Nova Zelândia

Magnus Mundi16 de setembro de 2017

Hibaku Jumoku, as árvores sobreviventes de Hiroshima

Magnus Mundi13 de junho de 2017

O túnel do cogumelo em Mittagong

Magnus Mundi4 de abril de 2017