Bicicletas

Mackinac Island, a cidade que proibiu os carros

Mackinac Island, a cidade que proibiu os carros

No estilo de vida atual, é difícil imaginar a vida sem carro, mas existe uma cidade nos Estados Unidos onde nenhum veículo automotivo é permitido há mais de 100 anos.

hp photosmart 720

Quando os primeiros automóveis surgiram na região, os moradores da pacata cidade do estado de Michigan, Mackinac Island, decidiram que seria uma ótima ideia eliminar o barulho e a fumaça emitida pelos veículos. E transformaram essa ideia em lei, assinada em 6 de janeiro de 1898, que sentenciava:

“O trânsito de carruagens sem cavalos está proibido nos limites da Vila de Mackinac”.

Com o tempo, claro que foi necessário atualizar a resolução inicial, permitindo que as bicicletas circulassem pela cidade. E elas não só passaram a movimentar a cidade, como se tornaram o principal meio de transporte da população.

mackinac-island-02

Hoje, Mackinac Island é habitada por apenas 500 pessoas, mas em alta temporada chega a abrigar até 15 mil – todas em busca de refúgio e calmaria. Uma das principais atrações turísticas é a rodovia M185, de quase 14 quilômetros, por onde circulam bike ou carruagem. Não há estacionamentos ou postos de gasolinas e, durante boa parte do trajeto é possível deliciar-se com a vista do litoral.

mackinac-island-04

Mas isso tudo não quer dizer que os habitantes de Mackinac Island não precisam de carro em momento algum. Por motivos de segurança e para atender emergências, há poucos carros na cidade – todos da prefeitura – e não é comum vê-los circulando.

O mais interessante dessa história é que o estado de Michigan – ao qual pertence esta cidade por onde ainda circulam carruagens – tem a indústria automobilística como uma das principais fontes da economia.

mackinac-island-03

mackinac-island-06

mackinac-island-00

mackinac-island-07

mackinac-island-08

mackinac-island-09Fonte: Revista Superinteressante

Visualização: 376 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado
Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. GRAÇA VIEIRA

    2 de julho de 2015 às 16:23

    Preservaram a qualidade de vida, gostei! kkkkkkkkk Já aqui no Brasil, alguns ultra conservadores se recusam a acompanhar as mudanças do mundo.

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bicicletas

Me chamo Julio Cesar, e moro no litoral de Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, que tem como objetivo descrever lugares curiosos, estranhos ou inóspitos, bem como lendas, eventos inusitados pelo mundo afora.

Veja mais em Bicicletas

A evolução das bicicletas e as bizarras bicicletas de 1948

Magnus Mundi21 de abril de 2018

Engolido pela natureza

Magnus Mundi1 de outubro de 2016

Pesca de bicicletas nos canais de Amsterdã

Magnus Mundi11 de janeiro de 2016

A bicicleta entre 1815 a 1920

Magnus Mundi19 de novembro de 2015

Ciclovia que brilha no escuro, inspirada na obra de Van Gogh

Magnus Mundi15 de maio de 2015