Animais

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Crystal Palace é um distrito nos subúrbios ao sul de Londres, onde se localiza o Crystal Palace Park, um parque em estilo vitoriano. Neste parque existe uma coleção de trinta esculturas de dinossauros feitas de concreto. Construídas há mais de cento e sessenta anos atrás, estas esculturas foram as primeiras tentativas no mundo de modelar dinossauros em tamanho de como eles deveriam ter sido. Embora as esculturas são extremamente imprecisas para os padrões modernos, elas ainda são uma parte importante da história, porque mostram como os pesquisadores da era vitoriana viam a vida na pré-história, e demonstra como as ideias cientificas evoluem, quando novas evidências e ideias vem à luz.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Modelo do Megalosaurus no Crystal Palace Park | Crédito da foto

Durante séculos, naturalistas amadores encontraram grandes ossos ao redor do mundo, imaginando-os como sendo esqueletos de tudo, desde gigantes descritos na Bíblia aos lendários dragões alados que cuspiam fogo. A medida que o século 19 avançava, crescia entre os cientistas o conceito de extinção, e começaram a conjecturar que esses fósseis poderiam ser os restos de criaturas há muito tempo extintas.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Ilustração do estúdio de construções dos dinossauros de concreto de Benjamin Waterhouse Hawkins, em Sydsenham em 1853

Após o desenho do naturalista francês Georges Cuvier em 1806 de um esqueleto de mastodonte, seguido pela cunhagem do termo “dinossauro” que quer dizer “lagarto terrível”, em 1841, pelo inglês paleontólogo Richard Owen, a ideia desses animais pré-históricos foram razoavelmente bem aceitos pelo público em geral. Em 1852, como ninguém tinha ideia de como eram esses monstros pré-históricos, os empresários por trás do Crystal Palace Park encomendaram ao escultor Benjamin Waterhouse Hawkins (1807-1894), um total de trinta e três esculturas de dinossauros em tamanho natural para compor uma nova atração no parque: o Crystal Palace Dinosaurs.

Esses animais de concreto foram projetados e construídos por Benjamin com a colaboração do paleontólogo Richard Owen. Porém, Benjamin não tinha evidências fósseis suficientes para se basear e começar os trabalhos. Por exemplo: para o Iguanodon, a maior e mais impressionante das esculturas, Benjamin tinha apenas um punhado de dentes e alguns ossos para se basear. Então ele fez o que qualquer pessoa com um contrato na mão e um prazo para terminar o trabalho faria, ele usou sua imaginação para criar os animais.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Famoso banquete no interior do molde do Iguanodon, na véspera do Ano Novo de 1853

Benjamin fez desenhos dos ossos de animais fossilizados e os comparou com as estruturas ósseas de seres viventes, tais como rinocerontes, crocodilos e outros, e produziu um esboço do que ele imaginou que seria do animal extinto. Ele então esculpiu pequenos modelos dos animais em barro e apresentou a Richard Owen para a aprovação final e assim surgiram as esculturas de concreto. Os modelos representam quinze gêneros de animais extintos, nem todos são dinossauros, a partir de uma ampla gama de idades geológicas, e incluem verdadeiros dinossauros, ictiossauros e plesiossauros principalmente da Era Mesozóico, e alguns mamíferos mais recente, da Era Cenozóica.

O modelo do Iguanodon acabou recebendo quatro patas funcionais e um pequeno chifre na cabeça como nos rinoceronte. Atualmente sabemos que tais animais andavam em duas patas e não tinham nenhum chifre. O osso que Benjamin imaginou ser o chifre do animal, era na verdade, um osso do polegar do fóssil, mas ele não conseguiu descobrir onde aquele osso ficava no animal e então concluiu que ficaria melhor na parte superior do nariz da escultura.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Naquela época, pouco antes de Charles Darwin propor sua teoria da evolução, tudo o que Benjamin criou parecia ter lógica, afinal um professor de renome dava o aval. O escultor conhecido e seu famoso consultor concordaram que um animal tão grande como o Iguanodon não poderia ter caminhado com apenas duas patas, então o construiram como se ele caminhasse em quatro patas. O molde do Iguanodon de Benjamin era tão grande que o jantar de lançamentos dos modelos na véspera de Ano Novo de 1853, foi feito dentro dele, com a mesa composta por ele, seu consultor e mais vinte outros cientistas.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Iguanodon | Crédito da foto

Imprecisões como no caso do Iguanodon eram abundantes nos modelos dos dinossauros de Benjamin. Outro exemplo é o Megalosaurus, que tal como o Iguanodon, é descrito como tendo quatros patas e uma corcova que não existe. Da mesma forma, o Ichthyosaurus que parece um crocodilo com uma barbatana dorsal gigante, enquanto que recriações atuais sugerem que mais parecia um tubarão. E o Labyrinthodont de Benjamin que mais parece um sapo.

Todas essas imperfeições naquela época pouco importavam, pois se acreditava que realmente os animais eram daquele jeito. O palácio dos dinossauros foi um sucesso instantâneo, atraindo milhões de visitantes para o parque a cada ano. O escultor fez tanto sucesso com suas esculturas que foi convidado em 1868 para ir aos Estados Unidos e trabalhou por três anos em Nova York, criando um conjunto de dinossauros para o Central Park.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Ichthyosaurus | Crédito da foto

Mas à medida que os anos passaram, com o progresso da paleontologia e com novas evidências surgindo, melhorou a compreensão de como eram realmente os dinossauros, os modelos de Benjamin foram rejeitados pela ciência e se tornaram motivo para chacotas e piadas. Aos poucos o público perdeu o interesse e os dinossauros de concreto foram esquecidos, e o parque tomado por mato até o início dos anos 2000, quando o parque foi reestruturado e as peças danificadas foram restauradas, sendo reaberto em 2002, como London Borough of Bromley.

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Placa no Crystal Palace Park com as comparações dos dinossauros de Benjamin com modelos contemporâneos | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Placa no Crystal Palace Park com as comparações dos dinossauros de Benjamin com modelos contemporâneos | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Labyrinthodont | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Teleosaurus | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Rebanho de Anoplotherium | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Megaloceros  | Crédito da foto

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Ilustração do Crystal Palace Park em 1854, com o Palácio de Cristal aos fundos | Crédito da foto

Site Friends of Crystal Palace Dinosaurs

Fontes: 1 2 3

“Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia.” – William Shakespeare

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 485 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Este site é um projeto de um homem só, desenvolvido durante seu tempo livre, por favor, deixe um comentário do que achou do artigo. Ele será muito importante e também estou aberto a críticas construtivas.
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Animais

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Veja mais em Animais

Jack, o babuíno sinaleiro

Magnus Mundi30 de agosto de 2019

Clay Lick, as encostas de barro que as aves gostam de comer

Magnus Mundi21 de agosto de 2019

Projeto Isabela: Cabras traindo cabras nas ilhas Galápagos

Magnus Mundi17 de agosto de 2019

Mocha Dick, a baleia que inspirou Moby Dick

Magnus Mundi17 de junho de 2019

O exótico café Jacu Bird

Magnus Mundi4 de junho de 2019

As incomuns escadas de gatos da Suíça

Magnus Mundi19 de maio de 2019

Íbex, a cabra escaladora de barragens

Magnus Mundi29 de abril de 2019

Ilha Stephen, onde os gatos deram fim a uma espécie de ave

Magnus Mundi10 de abril de 2019

Bracken Bat Cave, a maior colônia de morcegos do mundo

Magnus Mundi7 de março de 2019

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up