Estruturas

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio
The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

William H. Coltharp

Em 1º de janeiro de 1913, o Serviço Postal foi inaugurado nos Estados Unidos. O serviço de entrega de encomendas era ideal para as áreas rurais do país, que agora podiam usar os correios para enviar ou receber todos os tipos de mercadorias. Agricultores e artesões rurais aproveitaram o serviço, especialmente a conveniência oferecida para colocar seus produtos no mercado. Os habitantes das cidades também usavam o serviço com frequência e o serviço se tornou um dos motores da microeconomia da época.

O jovem empresário William H. Coltharp, da cidade de Vernal, Utah, queria construir um edifício e dedicá-lo à memória de eu pai e principalmente como sendo proprietário da loja geral da cidade, muita gente mantinha seu dinheiro em segurança com ele. Na época Butch Cassidy e seu bando costumavam frequentar a região e Coltharp temia que um dia pudesse ser assaltado, não querendo ser responsável por perder o dinheiro de todos, ele decidiu construir um edifício robusto para ser utilizado como um banco.

Na época, Vernal tinha uma população de pouco mais de 800 habitantes, mas estava de olho no crescimento futuro como sede do condado. Em consulta com corretores locais, ele adquiriu propriedades na confluências das ruas Vernal Avenue com a Main Street, uma das áreas mais comerciais da época em Vernal e desenvolveu um projeto para a remodelação completa do edifício existente, uma antiga sede de um banco chamado Ashley Co-op, inaugurado por Samuel R.Bennion em 1886.

O empresário conseguiu uma boa negociação na compra de tijolos para sua construção, graças aos seus contatos na “Salt Lake Pressed Brick Company“, uma empresa de materiais de construção localizada nas proximidades de Salt Lake City, a cerca de 200 quilômetros de Vernal.

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Bank of Vernal

Ele só não contava com os altos custos de transportes dos tijolos para Vernal. O preço de transporta-lo de trem até sua cidade custaria quatro vezes o valor do material. Está é justamente uma das razões dos americanos utilizarem materiais nativos (principalmente madeira) para a construção de suas casas.

A exceção, que confirma essa regra, está no golpe genial que Coltherp teve. Conhecendo os preços mais que populares dos Serviço Postal, ele decidiu enviar todos os tijolos (80.000) pelo Parcel Post, um serviço correspondente ao PAC no Brasil, quem na época, permitia o envio de pacotes de até 22,6 quilos com custo muito reduzidos. Para que não tivesse problemas com isso, seguiu religiosamente as regras vigentes dos Serviço Postal.

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Sistema Parcel Post dos Serviços Postais dos EUA em 1914

Para isso, ele teve que embalar cuidadosamente os tijolos em caixas com peso inferior a 50 libras (22 quilos) e só poderia enviar quarenta caixas ao mesmo tempo (ou uma tonelada); significando um máximo de 900 quilos por remessa. No fim, foram enviadas 36 toneladas de tijolos!

Obviamente, a rota dos tijolos se adaptaria “as linhas regulares do Serviço Postal” e não ao caminho mais curto traçado pelo senso comum. Primeiro, os tijolos foram enviados por correio para Mack, no Colorado, em um trem regular, via Denver Railroad e Rio Grande Railroad, onde foram transferidos para a ferrovia Uintah Railway de bitola estreita para embarque em Watson, também no Colorado. A partir daqui, eles foram levados para Vernal em carroças dirigidas por carteiros. Cada um dos tijolos percorreu mais de 400 milhas (687 quilômetros) em terrenos difíceis, incluindo estradas íngremes nas montanhas, a um custo final de cerca de sete centavos por tijolo.

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Os tijolos de William H. Coltharp sendo produzidos pela Salt Lake Pressed Brick Company

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Os tijolos encaixotados esperando o transporte

Os correios ao longo da rota expressaram sua frustração com o volume de caixas pesadas e rapidamente percebeu que o esquema de Colthrap se espalharia  e entupiria irremediavelmente seus sistemas de transporte e sobrecarregaria seus carteiros. Então, em resposta, o general Albert S. Burleson, do Postmaster, permitiu que os tijolos restantes fossem enviados à Vernal, mas emitiu um novo regulamente que permitia apenas 200 libras (90 quilos) por remetente por dia e afirmou: “Não é a intenção do Serviço Postal dos Estados Unidos que os edifícios sejam enviadas pelo correio“.

O prédio foi ocupado pelo Bank of Vernal, que passou a ser o maior objeto enviado por correspondência postal comum ao longo da história e apelidado pela população local de “The Parcel Post Bank” em referência à empresa postal que efetuou o transporte. Hoje o prédio ainda está em pé e é sede do Zions Bank.

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Um dos carregamentos chegando em Vernal

The Parcel Post Bank, o prédio que foi enviado pelo correio

Atual banco no prédio construído por tijolos enviados pelo correio

Fontes: 1 2 3

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 52 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário
Clique para adicionar um comentário

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estruturas

Curioso desde sempre, queria um lugar para guardar às curiosidades de lugares e histórias inusitadas que lia em livros ou pela internet e assim nasceu o site Magnus Mundi em 2015. Me chamo Julio Cesar, sou natural de Blumenau e morador de Porto Belo, litoral de Santa Catarina.

Veja mais em Estruturas

Os bunkers do Dia do Juízo Final em Dakota do Sul

Magnus Mundi11 de agosto de 2019

Tauchergondel, o elevador subaquático na Alemanha

Magnus Mundi3 de junho de 2019

Os guardiões dos mares brasileiros

Magnus Mundi2 de junho de 2019

Binzhou, o porta-aviões num lago na China

Magnus Mundi21 de maio de 2019

As incomuns escadas de gatos da Suíça

Magnus Mundi19 de maio de 2019

Stavkirke, as igrejas medievais da Noruega

Magnus Mundi26 de dezembro de 2018

Excalibur, o radical paredão de escaladas

Magnus Mundi15 de setembro de 2018

Devil’s bridge, as pontes do diabo na Europa

Magnus Mundi9 de julho de 2018

Fortaleza de Mimoyecques, a base secreta dos nazistas para destruir Londres

Magnus Mundi24 de junho de 2018

Magnus Mundi é uma revista digital que tem seu conteúdo voltado para lugares, eventos, artes e histórias inusitadas pelo mundo afora

Copyright © 2015 · OceanSite · Desenvolvimento de website e aplicativos para mobiles

Scroll Up