No mundo dos jogos conhecidos como MMORPG (Massively Multiplayer Online Role-Playing Game) que significa jogos para uma grande quantidade de usuários, que utilizam muitos dos elementos existentes nos jogos de interpretação de papéis, os famosos RPGs, existe o EVE Online, um jogo online de ficção científica, desenvolvido e publicado pela CCP Games da Islândia, lançado em maio de 2003.

Jogo esse com menos de um milhão de jogadores registrados, muito pouco comparado a outros mais famosos como Runescape que tem 200 milhões de jogadores. Mas na Islândia, onde o jogo foi desenvolvido, ele é muito utilizado, tanto é que ele tem um monumento na cidade de Reykjavik com o nome de todos os jogadores ativos em 2014 gravados em sua superfície.

EVE Online, jogo que construiu um monumento a seus jogadores

O monumento tem cinco metros de altura e inclui um conjunto de três diferente forma de monólitos, dois feitos em pedra e um central de metal brilhante, numa base de dois metros e meio de comprimento por um metro de largura e nessa base foi gravado os nomes dos personagens principal de cada jogador que eram ativos do jogo em março de 2014.

Além de todos os jogadores ativos, o monumento também homenageia jogadores que morreram na vida real, incluindo um jogador bem conhecido no mundo dos jogos, Sean Smith “Rat Vile“, que foi morto no ataque a Benghazi, na Líbia.

O monumento, o primeiro de seu tipo, está localizado no porto de Reykjavik, perto dos escritórios da CCP Games. Ele foi projetado pelo artista local Sigurður Guðmundsson, e foi inaugurado em 2014 na celebração do aniversário de 10 anos do jogo. Há um site onde as pessoas podem procurar para saber se o nome de seu personagem no jogo está gravado no monumento. Foi assim que os desenvolvedores imortalizaram a memória dos exploradores do Novo Éden de EVE Online.

Quatro dias após se inaugurado, o monumento foi vandalizado, sendo um dos nomes gravados riscado por um jogador rival, indicando a rivalidade e o ódio entre os jogadores. A empresa responsável pelo jogo encontrou os responsáveis ​​pelo vandalismo e prontamente banidos do jogo.

Como uma cápsula do tempo, enterrado sob o monumento tem um laptop com mensagens, arquivos, imagens  e vídeos de jogadores de EVE e de pessoas que desenvolveram o jogo e que será aberto quando completar 25 anos, em 6 de maio de 2039.

Em dezessete anos e meio, EVE se tornou um dos jogos online mais desafiadores de todos os tempos. Para todos exceto para jogadores da China (um servidor separado e um aplicativo de jogo foram criados para eles), a ação se desenrola em um único servidor internacional com uma população de mais de 300.000 pessoas.

EVE Online, jogo que construiu um monumento a seus jogadores

Nomes de todos os jogadores até 2014 | Crédito da foto

O jogo cativa com a escala de eventos e muitas mecânicas complexas. Os especialistas estudaram a economia do EVE como um modelo próximo da realidade, que é formado exclusivamente pelos próprios usuários. Por exemplo, o PIB da grande aliança The Imperium em 2019, foi estimado em cerca de sete milhões de dólares reais equivalentes. E uma das batalhas mais ambiciosas do espaço durou 21 horas e mais de quatro mil pessoas participaram dela. As perdas custaram aos jogadores centenas de milhares de dólares.

O jogo acumula muitas curiosidades, como uma jogadora chamada Katya Se passou cerca de dez anos viajando pela galáxia do Novo Éden, onde ocorre a trama do jogo – ela queria explorar até mesmo seus cantos mais remotos.

Em 2016, um usuário chamado Holder2k prometeu pagar 75.000 dólares a qualquer um que o ajudasse a lutar contra uma das comunidades mais organizada do jogo, a Hard Knocks. Rumores dizem que Holder2k era um dos aliados de Hard Knocks até que ele se desentendeu com a administração. A versão atual de Eve Online é Lifeblood, lançado em 24 de outubro de 2017.

Artigo publicado originalmente em novembro de 2015

Fontes: 1 2 3

Postagens por esse mundo afora

Leia também:

Henningsvær Idrettslag Stadion, o estádio de futebol na pequena ilha

Os elfos da Islândia

O lago Leitisvatn, nas Ilhas Faroe

Necropants, a calça macabra da fortuna

Visualização: 398 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Faça um comentário

Seu email não será publicado