Festas e Eventos

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Enquanto Blumenau em Santa Catarina faz a segunda maior festa popular e a maior festa da cerveja do Brasil começando em outubro, a Oktoberfest, em Munique na Alemanha é considerada a maior festa alemã ou a maior festa da cerveja do mundo já começando em setembro e ambas duram cerca de 17 dias, sempre terminando em outubro, daí o seu nome. Hoje existem Oktoberfest em diversos outros países, como: Argentina, Estados Unidos, Hong Kong, Itália, Canadá,  Vietnã, entre outros.

A Oktoberfest de Munique (também conhecida como “Wiesn” em Munique) é um festival de cerveja, frequentado anualmente por seis milhões de visitantes de todo o mundo e se inicia desde 1872 sempre no sábado depois do 15 de setembro às 12.00 horas com a tradicional cerimonia de abertura “O’zapft is“. Einzug der Wiesnwirte é o desfile de abertura, com cerca de 1000 pessoas participando, entre eles, os wiesnwirte (proprietários das cervejarias) que chegam a Oktoberfest escoltados por carroças com cavalos carregadas de barris de cerveja. O “Oberbuergermeister”, prefeito da cidade de Munique abre o primeiro barril e grita “O’zapft is“, dando início a festa e em seguida participa de um desfile, sempre usando roupas típicas.

Já o maior desfile chamado Trachten und Schuetenumzug é no domingo, e comemora o casamento do príncipe com a rainha, ocorrido a 200 anos atrás, com cerca de 9.000 visitantes vestidos com roupas típicas e vindos da Alemanha e de outros países, numa procissão de sete quilômetros de comprimento. O desfile é transmitido ao vivo pelos canais de televisão na Alemanha.

No local há diversos pavilhões, que são gerenciadas por alguma cervejaria, e as mais disputadas não servem as pessoas se elas não estiverem sentadas, por isso muitos frequentadores acabam acampando às cinco da manhã em frente ao pavilhão para conseguir uma das mesas. Cada pavilhão ou tenda pode comportar de 5 a 11 mil pessoas e uma vez cheio, a porta é fechada e ninguém mais entra naquele ambiente. Muitas cervejarias já vendem reservas para mesas para festa do próximo ano, assim que a atual acabe, e as reservas são apenas para intervalos de tempo de três a quatro horas. Alguns pavilhões são mais orientados para a família e shows, outros mais focados na comida. Todos servem cerveja e a maioria também servem carnes e outras iguarias.

Em 12 de outubro de 1810, na Baviera, o príncipe herdeiro Luís que sucessivamente tornou-se Rei Luís I, casou-se com a princesa Teresa da Saxônia e Hildburghausen. Todos os cidadãos de Munique foram convidados para participar da festa nos gramados em frente à porta da cidade, para comemorar o feliz evento real. Para honrar a princesa, o gramado, desde então, foi denominado “Theresienwiese” (Prado de Teresa), abreviado”Wiesn”. A cerimônia de encerramento previa uma corrida de cavalos a ser realizada no Theresienwiese, uma verdadeira festa para toda a Baviera.

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Prefeito de Munique abrindo o primeiro barril de cerveja | Crédito da foto

No ano seguinte, a decisão de repetir as corridas de cavalo deu origem à tradição da Oktoberfest. Desde então, a celebração anual faz parte da vida de Munique e da Alemanha, como um evento fixo e pontual, exceto nos 24 casos nos quais não foi realizada por motivos de guerras ou de epidemias. As corridas de cavalos que tinha originado tudo não é mais realizada, sendo a última edição realizada em 1960.

É indiscutível que a Oktoberfest é a maior festa popular do mundo, mas somente analisando os seus números é possível intuir as reais dimensões do evento, números que, dentre outros, devem ser atualizados a cada ano, em razão do crescimento contínuo que leva a cada edição a bater os recordes da edição anterior.

O recorde de frequentadores foi em 1985, quando o evento foi visitado por mais de sete milhões de pessoas, num espaço de cerca de 420.000 metros quadrados, contendo 14 tendas grandes e 20 tendas pequenas, cada uma servida por uma cervejaria da Baviera, com cerca de 120.000 assentos.

Especialmente para a Oktoberfest de Munique, são produzidos cerca de sete milhões de litros de cerveja, sendo o recorde em 2011, com 7,9 milhões de litros consumidos. Também são consumidos 94,795 litros de vinho, 42.526 litros de espumante, 299,938 litros de café e chá, 1.130.700 litros de água e suco de limão. Para acompanhar toda essa bebida, são consumidos 549,890 frangos, 140.225 pares de linguiça de porco, 44,320 quilos de peixe, 75.456 unidades de joelho de porco, 127 bois e 60 bezerros.

Outros números impressionantes são: 111.000 furtos de canecos, 130.000 cartas enviadas da Oktoberfest, 1.000 toneladas de lixo, 2,7 milhões de kWh gastos com energia elétrica (equivalente ao valor gasto por uma família composta por quatro pessoas em 52 anos, ou cerca de 15% do consumo da cidade de Munique), 220.490 metros cúbicos de gás, 110.000 metros cúbicos de água, o que equivale a 27% da água consumida diariamente em Munique, foram instalados 980 vasos sanitários, com mais de 878 metros de urinol.

Objetos perdidos foram cercam de 4.500, dentre os quais, 1.000 peças de roupas, 950 cartões de crédito, 570 carteiras, 300 pares de óculos, 400 chaves, 480 celulares, 280 bolsas, 80 máquinas fotográficas, 100 relógios, 45 guarda-chuva, dois anéis de noivados, cinco notebook e um cachorro. Ein Prosit!

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Vista aérea do local da Oktoberfest de Munique | Crédito da foto

Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo

Doce de gengibre, bem tradicional da Oktoberfest | Crédito da foto

Fontes: 1 2 3

“Todas as viagens são lindas, mesmo as que fizeres nas ruas do teu bairro. O encanto dependerá do teu estado de alma”. – Ribeiro Couto

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 40 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo, informando o que sentiu ao ler este artigo?
  • Fascinado
  • Contente
  • Entediado
  • Indiferente
  • Decepcionado

Comentários Facebook

Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. Pingback: Oktoberfest, a maior festa alemã do mundo – Digitado

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Festas e Eventos

Me chamo Júlio César e moro em Porto Belo, Santa Catarina. Sou o idealizador do site Magnus Mundi, uma revista digital feita para pessoas que gostam de ler e saber mais profundamente sobre lugares curiosos, estranhos ou inóspitos pelo mundo afora, bem como lendas, eventos e outros assuntos inusitados.

Veja mais em Festas e Eventos

Cardrona Bra Fence, curiosa cerca dos sutiãs

Magnus Mundi16 de abril de 2018

Dragon Escalator, a escada rolante do dragão na China

Magnus Mundi13 de janeiro de 2018

A celebração de Natal na Rússia

Magnus Mundi22 de dezembro de 2017

A árvore de Natal do Monte Ingino

Magnus Mundi21 de dezembro de 2017

A batalha das fogueiras da Holanda

Magnus Mundi20 de novembro de 2017

A casa da abóbora de Kenova

Magnus Mundi31 de outubro de 2017

Rios de sangue da Eid al-Adha, em Bangladesh

Magnus Mundi6 de outubro de 2017

Gävle Goat, a cabra vandalizada da Suécia

Magnus Mundi24 de dezembro de 2016

Dia dos Mortos, quando o México se enche de vida

Magnus Mundi30 de outubro de 2016
Scroll Up