Passo do Stelvio, a estrada em zigue-zague da Itália

Postado por

O Passo do Stelvio (em italiano Passo dello Stelvio) está localizado nos Alpes Ortler, entre as vilas de Stilfs no Tirol do Sul e Bormio, na província de Sondrio, Lombardia, a cerca de 75 quilômetros de Bolzano, na Itália e apenas 200 metros da fronteira com a Suíça. É nomeado pela sua proximidade com a cidade de Stelvio, situada a 2.757 metros acima do nível do mar (9.045 pés) e é uma das estradas mais incríveis do planeta. A estrada que serpenteia pelo Passo do Stevio é chamada SS-38  e a distância entre Bormio e Prato allo Stelvio é de cerca de 47 quilômetros.

A rota que é hoje o Passo de Stelvio era uma trilha muito popular desde a Idade Média, e usada para facilitar o comércio da região com os portos de Veneza, na Itália. Entre 1820-1825, foi construída a primeira estrada pela rota, pelo Império Austríaco para conectar Lombardia com a Áustria, essa ideia foi apoiada pelo Imperador Francisco I da Áustria. Atualmente, é uma estrada difícil demais para a maioria dos veículos comerciais moderno. Mesmo assim é considerado um dos melhores passeios na Europa. Embora alguns acidentes já tenham ocorrido nesta estrada de alta altitude.

Devido à sua localização privilegiada, entre as fronteiras austríaca, suíça e italiana, a passagem foi de grande posição estratégica durante anos e foi palco de combates armados durante a Primeira Guerra Mundial. Num dos cumes da região, chamado de “Pico das Três Línguas” (Piz de la Trais Linguas em italiano e Dreisprachenspitze em alemão) porque era onde as fonteiras da Suíça, Áustria e Itália se encontravam, ainda se pode observar as ruínas que outrora era o pequeno castelo Cima Garibaldi.

São 75 curvas no total da estrada e 48 delas, são curvas fechadas conhecidas por hairpin turn, por parecerem grampos de cabelo, sendo um desafio para qualquer motorista pela extensão de 24 quilômetros da passagem, com um ângulo máximo de inclinação de 14%. É a maior passagem de montanha pavimentada nos Alpes Orientais e a segunda mais alta nos Alpes, apenas treze metros abaixo do Passo do Iseran ou Col de l’Iseran, na França.

Esse caminho para Davos, através de Bormio é de um cenário quase irreal. Ao dirigir por ela, tem que se ter um cuidado extremo, pois qualquer descuido pode ser fatal. A velocidade permitida na estrada é de 60 quilômetros por hora, mas quem já dirigiu por aquelas bandas, alega que muitas das curvas só se consegue contornar a 15 quilômetros por hora. A estrada é um deleite para os motociclistas, que a chamam de “Rainha das Rotas Alpinas” e são atraídos pelos desafios da estrada, as vistas panorâmicas e o conforto dos hotéis planejados especialmente para eles, os chamados “motorrad“.

A estrada está fechada nos meses de inverno de novembro a maio devido à neve, mas fora desse período, pode ser fechado a qualquer momento, se a precipitação de neve tornar a estrada mais perigosa do que já é normalmente. A passagem também é de suma importância para os amantes de ciclismo, tornando-se uma pista de competição, quando o Giro d’Itália (Grand Tour da Itália) atravessa o Passo de Stelvio a cada ano.

Também a cada ano, no último sábado de agosto ou primeiro de setembro, a administração do Parque Nacional Stelvio organiza o Stelvio Bike Day. Nesse dia, as estradas de Bormio e Prad até o desfiladeiro, bem como a estrada de Santa Maria Val Müstair até a Passo do Umbrail são fechadas para o tráfego, com exceção as bicicletas. Em média, cerca de 12.000 ciclistas participam do Dia da Bicicleta que tomam conta da estrada.

O Passo de Stelvio foi selecionado pelo programa automotivo britânico de televisão Top Gear, como sua escolha para a “melhor estrada para percorrer no mundo“, embora na época, sua pesquisa tenha se concentrado apenas na Europa. Anos depois, o programa decidiu que a rodovia Transfăgărăşan, na Roménia, era possivelmente uma estrada superior para percorrer. O programa do Top Gear foi ao ar em 2008 e depois disso a estrada virou atração turística para aventureiros e uma espécie de meca para os motociclistas e ciclistas.

Apesar de todo a passagem se encontrar na Itália, a maioria dos sinais de trânsito, cardápios e placas comerciais estão no idioma alemão, e a explicação para isso é porque 97% dos moradores locais se consideram mais germânicos do que italianos. As atrações do Passo de Stelvio incluem um teleférico, que leva à estação de esqui de Livrio, onde é possível esquiar até no verão. Os visistantes podem admirar os picos cênicos nas proximidades: Ortler, Thurwieserspitze, Trafoier Eiswand, Monte Scorluzzo e Piz Umbrail.

Passo do Stelvio, a estrada em zigue-zague da Itália

Mapa do Passo do Passo de Stelvio

Abaixo, vídeo de uma hora feito por um motociclista de todo o Passo do Stelvio.

Fontes: 1 2 3 4

Postagens por esse mundo afora

Visualização: 1118 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up