Crystal River National Wildlife Refuge é uma reserva na Flórida, nos Estados Unidos, refúgio de mais de 600 peixes-boi selvagens que migram durante o inverno. Esses animais também são conhecidos como vacas-marinhas, manatins ou lamatins e possuem um grande corpo arredondado, com aspecto semelhante ao das morsas. O peixe-boi-marinho (Trichechus manatus) pode medir até quatro metros e pesar 800 quilos, enquanto o peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis) pode chegar até 2,5 metros e pesar até 300 quilos.

O peixe-boi-da-flórida (Trichechus manatus latirostris) pode viver até aos sessenta anos e se movimentar livremente entre salinidade extrema. No entanto, o peixe-boi-da-amazônia nunca se aventura em água salgada. Acredita-se que os peixes-boi têm a habilidade de ver em cores. Eles não gostam de frio e sofrem de hipotermia em águas mais frias e estresse causado pelo frio são fatais aos peixes-boi ou leva a uma perda significativa no peso.

Peixes-boi expostos a temperaturas de água abaixo de 20 °C têm necessidades calóricas muito maiores – até 50 por cento a mais de acordo com um pesquisador – do que peixes-boi em habitats mais quentes. Abaixo de uma determinada temperatura da água, os peixes-boi juvenis simplesmente não conseguem comer o suficiente para sobreviver. “Estes animais precisam comer quase constantemente para manter a sua temperatura interna, pois eles não podem manter o calor de forma tão eficaz quanto os adultos“, explica Mike Walsh, DVM, co-diretor do programa de saúde dos animais aquáticos da Universidade da Flórida.

Crystal River, no Condado de Citrus foi estabelecida como uma reserva natural nacional em 1983, sendo o único refúgio criado especificamente para proteger estes animais ameaçados de extinção. A área de Kings Bay serve tão adequadamente aos peixes-boi que a população cresceu de 30 em 1960 para mais de 600 atualmente, refletindo um aumento das espécies de cerca de 5.000 em toda a Flórida. Os esforços de proteção do peixe-boi foram ajustados e ampliados ao longo das últimas décadas para compensar a chegada de seres humanos a região.

Em qualquer momento, a partir de novembro a março, os moradores de Crystal River podem literalmente sair de suas casas e se deparar com dezenas deles nadando tranquilamente pelos canais da cidade, ou dormindo no fundo como cães preguiçosos deitados no gramado. De acordo com o biólogo Robert Bonde, que estuda peixes-boi da Flórida a mais de 35 anos, esses animais são uma espécies selvagens, porém urbanizadas que vivem no quintal das casas e são tão selvagens quando os elefantes africanos, porém estão por aqui e são criatura tão desprovida de agressividade, quanto um ursinho de pelúcia.

A principal área de observação do peixe-boi é o complexo de Three Sisters Springs, e a melhor época para ver peixes-boi no refúgio é entre novembro e início da primavera. Em Three Sisters Springs, um calçadão elevado sobre o Rio Cristal oferece uma ótima visão dos animais na água. Three Sisters Springs tem esse nome devido as três nascentes de água doce quente que deixam a temperatura da água constante em 22° C durante a ano todo. Essa água atrai o peixe-boi quando a água do Golfo do México esfria.

A água do lugar é cristalina, mas com um tom turquesa, sendo um verdadeiro santuário dos peixes-boi. Em Citrus County é o único lugar da América do Norte em que é permitido por lei nadar com os peixes-boi, mas é necessário seguir algumas regras para não interferir em seus hábitos.

Crystal River, o refúgio dos peixes-boi

Crystal River, o refúgio dos peixes-boi

Artigo publicado originalmente em outubro de 2016

Fontes: 1 2 3 4

Postagens por esse mundo afora

Leia também:

Os estranhos dinossauros do Crystal Palace Park

Mary River, a tartaruga cabeluda

Epecuén, a cidade esquecida

Visualização: 528 vezes

Obrigado por avaliar. Divulgue nas redes sociais, o que achou! .
Ajude a melhorar nosso conteúdo! O que achou do artigo??
  • Ótimo
  • Bom
  • Indiferente
  • Poderia ser melhor
Ajude a melhorar o conteúdo do site. Deixe um comentário

Faça um comentário

Seu email não será publicado